segunda-feira, 20 de outubro de 2014

VENDAVAL EM PILAR DO SUL CAUSA MEDO E ANIMAL ACABA FUGINDO


Ontem (19/10) quando começou o vendaval forte em Pilar do Sul, o portão de uma residência localizada na estrada do Cemitério Jardim das Acácias, no bairro Campestre, acabou se abrindo, essa cachorrinha da raça Poodle, cor preta, com rabo, de apenas 3 anos de idade, porte pequena, acabou escapando.

A família esta desesperada a sua procura.

Por favor, quem encontrou ligue para os telefones 99782.7897 falar com Daiene ou 99605.6573 falar com Sueli.


Polícia Militar orienta como agir preventivamente em casa


Se você tem empregados, não deixe todas as chaves da casa com eles. Eles podem ser forçados a permitir a entrada de ladrões. Se alguma chave for perdida, troque o segredo da fechadura. Sempre tranque portas e janelas, mesmo durante pequenas saídas. Se você estiver nos fundos de sua casa sempre tranque as portas e portões da frente.

Se você ficar sozinho(a) em casa, tranque bem a casa antes de dormir; deixe a chave na fechadura, isso dificulta a ação de arrombadores. Jamais entregue as chaves da sua residência à estranhos. Não deixe chaves sobre o batente da porta, embaixo do tapete, dentro de vasos, etc. Chegue à frente de sua casa com as chaves à mão. 

Doações, pesquisas, etc. podem ser uma forma de aborda-lo. Não é difícil vigaristas e marginais, especialmente em datas festivas, aproveitarem do espírito de solidariedade e confraternização para fazerem novas vítimas. Sempre procure identificar qualquer pessoa antes de sair de sua casa, mantenha-se em um local distante e seguro para confirmar informações.

Sempre procure saber o que vai ser feito com o material a ser doado. Prefira fazer suas doações pessoalmente, a instituições que você conhece se possíveis diretamente às pessoas que serão beneficiadas. Fique alerta com pesquisas que identificam renda ou hábitos de sua família. Não divulgue informações pessoais e oriente a todos os moradores de sua casa a agirem da mesma forma.


domingo, 19 de outubro de 2014

Falta dinheiro na Prefeitura de Pilar ou não há planejamento e disposição para administrar?


Reclamação de má gestão e um município praticamente abandonado, são os comentários de munícipes pilarenses, que dizem não enxergar obras em setores importantes da municipalidade e ainda percebem alguns setores funcionando de maneira precária como se a atual gestão municipal não percebesse necessidade de políticas administrativas.

Há quem comente que a prefeita Janete Pedrina de Carvalho Paes (PSDB) não consegue, ou não tem visão administrativa para elaborar projetos inovadores e estaria desconectada da realidade municipal quanto aos investimentos. Ao dialogar com as pessoas Janete Pedrina faz jus aos comentários negativos a seu respeito, até o seu discurso é desprovido de conhecimento.

Seus secretários dizem que até tentam convencê-la de que Pilar do Sul está paralisado totalmente, no entanto a prefeita parece estar “dormindo” profundamente, ou teria assumido a postura de uma prefeita insensível às necessidades do município e pretendendo somente receber seu subsídio ao final de cada mês.

A gestão atual é criticada por todos os setores sociais, os simpáticos da administração também fazem críticas não entendendo porque a prefeita não faz sua administração deslanchar.
  
Falta de dinheiro
Nos últimos meses, secretários e chefes da atual administração afirmam falta de dinheiro para realizar novos investimentos, porém, ninguém expõe uma justificativa que mereça crédito.

Não se sabe se na verdade o cobertor financeiro está curto ou se os recursos existentes foram aplicados de maneira equivocadas ou irresponsável.

É fato, que a administração está há meses sem pagar dívidas em comércios que fornecem diversos itens, as dívidas também existem junto a prestadores de serviços. Quando fornecedores e prestadores reclamam o atraso, alguém da Prefeitura aponta escassez de recurso financeiro. Afinal, o que estaria acontecendo nesta administração?

Cada dia as coisas ficam pior
Em todas as escolas a merenda está racionada, crianças chegam a casa reclamando aos pais que sentem fome porque, a merenda da escola foi cortada pela metade. Em algumas escolas existe escassez de alimentos. Telefone de escola sem comunicação por falta de pagamento. Materiais de limpeza e de higiene pessoal também fazem parte da escassez inédita nas escolas e demais setores da prefeitura.

Os buracos aumentam a cada dia nas ruas da cidade e periferia; as estradas rurais tornam-se intransitáveis nos dias de chuva; os atendimentos nos postos de saúde continuam precários, pessoas reclamam das filas de madrugada onde correm sérios perigos por falta de segurança nesse período, outros dizem que há um numero limitado de atendimento e que, muitas vezes apesar de terem chegado de madrugada não conseguem atendimento médico tendo que recorrer ao pronto socorro da Santa Casa; praças públicas e quadras de esportes estão totalmente abandonadas por falta de manutenção; o canil municipal nunca esteve tão abandonado como agora, a falta de providências para realização de obras no local esta fazendo com que os animais que ali vivem criem doenças, pulgas, carrapatos e sarnas, os animais estão tão estressados pela falta de cuidados que cavam buracos tão profundos que o encanamento do local já esta totalmente a vista.

Neste caso foi assinado um TAC –Termo de Ajustamento de Conduta e, até o presente momento, nenhum item ali contido exigido pela promotoria do município foi atendido e, os prazos já se esgotaram com direito a multa diária.

Animais de grande porte estão sendo maltratados, encontrados mortos em terrenos próximos ao canil municipal por onde durante o dia, funcionários públicos passam várias vezes e ninguém tomou nenhuma providência, uma vaca fica morta próxima a um riacho correndo o risco de contaminação da água, o proprietário toma conhecimento e mesmo assim, a prefeitura com as providências de um funcionário público, é quem teve que ir ao local e enterrar a vaca depois de denuncias feitas pelos moradores do bairro.

Agora, neste final de semana, cavalos soltos na pista provocaram quatro acidentes próximo à Vila São Manuel, o proprietário vive deixando seus animais soltos e não recebe nenhuma punição (obviamente se recebesse e pesasse realmente no bolso, ele não deixaria seus animais soltos com tantas frequência). A quem caberia essa fiscalização? Vigilância Sanitária? Casa da Agricultura? Policia? A população diz que não sabe a quem recorrer mais porque é um jogo de empurra.

O teto do banheiro público da praça central esta desmoronando; pacientes ficam meses esperando por uma consulta em outra cidade, quando conseguem, não existe vaga no ônibus para leva-las até o local.

A dias a jornalista do O Jornal, Geni Alves dos Santos, tem telefonado à senhora prefeita para uma reunião em conjunto com este blog, para colher esclarecimentos sobre os fatos relatados mas, a prefeita não quis receber as jornalistas dos meios de comunicação de Pilar do Sul. Assim fica difícil poder mostrar a população que os fatos relatados por pais, funcionários municipais e munícipes não procedem. Os fatos estão aí e não tem nada que mostre o contrário.


sábado, 18 de outubro de 2014

Estelionatário é Capturado pela Policia Militar de Pilar do Sul


Por volta das 13h de sábado (18/10), os policiais militares cabo Denis e soldado Leonilson em patrulhamento pelo Bairro Campo Grande, em Pilar do Sul, suspeitaram de um homem que estava em frente ao “Hipermercado Central Parque”.
 
Os policias decidiram abordá-lo, mas em revista pessoal não localizaram nada ilícito com o homem. Ao pesquisar sobre a descrição da vida criminal do averiguado a polícia foi informada que C. A. L. do N. de 37 anos estava na condição de procurado.
 
A Justiça o condenou por ter sido incluso no artigo 171 do Código Penal (estelionato). O homem que mora no Bairro Santa Cecília, na mesma cidade, foi apresentado na delegacia de Pilar do Sul e, em seguida recolhido à cadeia pública.
 
Fonte: Dados colhidos do Blog Toni Silva Sorocaba

Animais soltos na pista provocaram vários acidentes em Pilar do Sul


De acordo com a Polícia Militar e Rodoviária, os acidentes aconteceram entre os quilômetros 143 e 144 da Rodovia Nestor Fogaça (SP-255), na madrugada desta sábado (18/10).

Os três primeiros carros bateram contra os animais quase que ao mesmo tempo. Os motoristas trafegavam pela rodovia quando se depararam com os cavalos na pista, não conseguiram desviar e bateram.

Apesar do estrago nos veículos, os ocupantes não se feriram. Já três cavalos ficaram machucados.

Após alguns minutos, quatro cavalos que não se feriram na primeira sequência de acidentes continuaram caminhando pela pista e causaram outra batida envolvendo uma caminhonete. No veículo estavam dois idosos; o passageiro teve ferimentos leves.

Polícia Militar Rodoviária, equipes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a Vigilância Sanitária, ambulâncias do Samu e da Santa Casa ajudaram no atendimento da ocorrência.

O dono dos animais já foi identificado. Nesse tipo de caso, o responsável pode responder por omissão de cautela na guarda ou condução de animais. A pena prevista varia de 10 dias a dois meses de prisão, mais pagamento de multa.

Fonte: G1 Itapetininga



Aluna do Colégio Objetivo de Pilar do Sul fica entres os finalistas do Concurso de Redação organizado pela TV TEM


Nesta sexta-feira (17/10), foram conhecidos os 12 finalistas do Concurso de Redação organizado pela TV TEM de Itapetininga (SP). Em quatro categorias disputadas, os três melhores trabalhos inscritos em cada uma serão premiados. Já a ordem de colocação será anunciada no próximo dia 23/10 durante a cerimônia de premiação.

Quem ficar em terceiro lugar na categoria ganha uma câmera digital, o segundo colocado ganha um tablet, o primeiro lugar ganha um notebook. Haverá também premiação para professores e para a escola vencedora.

Ao todo, 135 redações e 42 desenhos foram selecionados. O tema escolhido esse ano foi ‘A importância da família’. De acordo com a organização do evento, nesta edição de 2014 o Concurso de Redação teve a participação de 16.885 alunos de 206 escolas em 24 cidades da região.

Na categoria Poesia, voltada para alunos dos 4º e 5º anos, são finalista os estudantes Débora de Freitas Almeida, do 5º ano do Colégio Objetivo Pilar do Sul, em Pilar do Sul (SP); Gustavo Alcântara Cerqueira, do 4º ano da Escola Municipal Jacyra Landim Stori, em Capão Bonito (SP); e Vanessa Rodrigues Herrera, aluna do 4º ano do Colégio Alpis Veredas, em Itapetininga.

De acordo com a professora Renata Perly, que participou da comissão que selecionou os trabalhos, chegar aos finalistas foi difícil devido à alta competência dos alunos participantes. Para fazer a escolha, a comissão usou alguns critérios. “Avaliamos se os textos atenderam ao gênero - crônica, poesia, desenho ou narrativa, ao tema, se foram textos inéditos, se foram criativos e se a leitura ‘fisgou’ o leitor. Foi difícil escolher. A banca teve um trabalho muito complicado até chegarmos ao consenso. Os textos foram muito bons”, comenta.

Fontes: G1 de Itapetininga


sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Cemitério Jardim das Acácias começa a receber melhorias


Na edição do dia 18 de Setembro na matéria com o titulo “Cemitério Jardim das Acácias continua alvo de reclamações”, foi mostrado por este blog o estado de abandono em que se encontrava o local e que, familiares descontentes faziam reclamações continuas e, nenhuma atitude era tomada por parte do poder público.

Ontem (16/10) quase completando 30 dias esta jornalista e a Jornalista Geni Alves dos Santos do O Jornal, fomos ao local e verificamos que, algumas mudanças já começaram a ser tomadas como, a construção de dois banheiros (masculino e feminino) e um cômodo para guardar pertences do funcionário do cemitério.

O portão que no mês passado, vândalos haviam danificado já esta devidamente consertado, algumas gramas também já foram plantadas.

Apesar dessas melhorias, existem situações que ainda continuam oferecendo perigo aos transeuntes como, por exemplo, um dos corredores que a calçada está rebaixada, uma pessoa pode tropeçar e cair facilmente, a lápide que da continuidade da extensão do corredor continua em desnível com as que já existem, o mato esta alto e falta grama em muitas sepulturas.

De acordo com informações dos funcionários que ali trabalhavam, esta prevista a construção em seguida de um velário e um local para receber o ente querido para suas despedidas.

A população espera que isso realmente aconteça e que o local não seja mais uma vez esquecido pelo poder publico.

Portão antes danificado
Portão hoje consertado
Muitas sepulturas sem grama

Alguns locais já com a grama plantada





Construção de dois banheiros (feminino e masculino) e comodo para guardar pertences do funcionário


Formigueiro cresceu ainda mais
desnível do corredor continua oferecendo risco
mato alto