sábado, 18 de abril de 2015

NOTA DE FALECIMENTO


Faleceu neste Sábado (18/04), o senhor SALVADOR PAIOTTI com 78 anos de idade, em Pilar do Sul.

Seu corpo estará sendo velado no Velório Municipal de Pilar do Sul.

Seu sepultamento se dará neste Domingo (19/04), às 15hs, no Cemitério São João Batista, Centro de Pilar do Sul.

A família enlutada as nossas condolências.

Dados fornecidos pela Funerária da Paz




PILAR CONTRA A DENGUE

INFORMATIVO SAÚDE
A Secretaria de Saúde de Pilar do Sul, por intermédio de seus órgãos e entidades prestadoras de serviços públicos, VISA/VE, Programa Saúde da Família e Instituto Corpore, e com a colaboração dos Agentes Comunitários de Saúde, estão desenvolvendo o projeto “PILAR DONTRA A DENGUE”, contando com o apoio logístico da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente (SEDRUMA), onde tem como principal interesse a retirada de materiais inservíveis (que não mais utilidade) e que possam servir de criadouros do Mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue,

A informação é para que os munícipes aguardem a visita dos Agentes de Saúde, para orientação sobre os objetos a serem retirados e agendamento da data de coleta dos materiais inservíveis, para que os mesmos não fiquem acumulados pelas calçadas da cidade.

DENGUE – DADOS ATUALIZADOS 17/04/2015 ÁS 13:25 HS
Nº DE NOTIFIFICAÇÕES
64
Nº CASOS DESCARTADOS
29
AGUARDANDO RESULTADOS DE EXAMES
6
CASOS CONFIRMADOS
29
9 – AUTÓCTONES
20 – IMPORTADOS
BAIRROS ATINGIDOS
BAIRROS
AUTÓCTONES
IMPORTADOS
TOTAL
JARDIM CANANEIA
01
02
03
PINHAL DE CIMA
01
00
01
JARDIM NOVA PILAR I
01
00
01
CENTRO
01
08
09
JARDIM MARAJOARA
01
00
01
JARDIM PINHEIRO
01
02
03
JARDIM IPÊ
02
00
02
JARDIM CAMPESTRE I
01
03
04
BAIRRO BOA VISTA
00
01
01
SANTA CECÍLIA
00
01
01
SANTA HELENA
00
01
01
BAIRRO PAINEIRA
00
02
02

TOTAL GERAL
29


























MATERIAIS INSERVÍVEIS DEVEM SER MANTIDOS DENTRO DO QUINTAL APÓS VISITA E ORIENTAÇÃO DOS AGENTES DE SAÚDE???? 

Embora essa seja a orientação fornecida pelos coordenadores do Projeto Pilar contra a Dengue, esta semana munícipes depararam com uma cena desagradável numa das avenidas mais movimentadas de Pilar do Sul.

Vários aparelhos de televisão estavam jogados no terreno, esquina com a Avenida Miguel Petrere e Rua Candido Ayres no Bairro Campo Grande.

Total irresponsabilidade de quem fez esse descarte não se preocupando que esse tipo de material não pode ser jogado em qualquer local, ele contamina o solo, prejudica a saúde além de que ali, é passagem de muitos estudantes que poderiam inocentemente mexer nesse material, deveria sim deixa-los dentro de seu quintal aguardando a passagem do caminhão coletor.



O Perigo dos Monitores e TVs
No interior de uma TV ou de um Monitor de Computador, encontra-se o frágil tubo de imagem e a sua ruptura é muito perigosa.  Ao implodir, os estilhaços de vidro podem ferir gravemente pessoas próximas. O pó fosfórico do interior do tubo se desprende, fica em suspensão no ar e pode provocar intoxicação se inalado, aos poucos este pó atinge o solo e contamina o Meio Ambiente.  

sexta-feira, 17 de abril de 2015

CANIL MUNICIPAL DE PILAR DO SUL CONTINUA UM CAOS


Enquanto outras cidades evoluem no tratamento fornecido aos animais que são abandonados pelas ruas e são de responsabilidade do poder público, algumas delas até já implantaram o “SAMU ANIMAL”, que é um veículo equipado que resgata animais feridos (atropelados, machucados ou espancados), Pilar do Sul não evoluiu em absolutamente nada desde que foi implantado no município o “Centro de Controle de  Zoonoses” pelo então prefeito, Luiz Henrique de Carvalho.

Muito já se falou, reuniões e mais reuniões foram feitas, promessas e promessas sem cumprimento, a promotoria já até implantou um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta, cujas exigências já venceram no mês de Julho/2014, o Conselho Regional de Medicina Veterinária já multou a prefeitura tantas vezes por não ter cumprido as exigências solicitadas e, mesmo assim, a situação do local continua um caos.

Providências que já foram tomadas
Hoje (17/04), a prefeitura, através de sua secretaria de saúde, tomou algumas providências que, na verdade não amenizam o sofrimento dos animais que ali vivem por exemplo: Contratação de uma veterinária exclusiva, demolição das 14 baias sem utilidade, cujos animais entravam vivos e saiam mortos (não se sabe o porque, talvez picados por cobra, aranha....), cimentado a parte da frente do canil onde existia grama, cimentado a parte externa das baias coletivas para evitar acumulo de água e com isso a sujeira dentro dessas baias e melhoraram bem a qualidade da ração com mais proteínas e vitaminas.

Providências necessárias e urgentíssimas e que não foram realizadas até 17/04
- Contratar veterinária exclusiva, mas não fornecer materiais cirúrgicos para realização de castrações ou até mesmo poder socorrer um animal ferido não resolve a situação;
- Ralo sem tampa, janelas sem telas trazendo aparecimento de ratos, sapos, pernilongos e mosquitos, baias com ferros arrebentados e enferrujados, podendo causar um ferimento grave no olho de um animal ou até mesmo em um funcionário isso é um absurdo, pois são coisas simples e que a própria prefeitura tem local para fazer o que é necessário, além de que tampa de ralo, tela e chapa de alumínio não custa uma fortuna e nem precisa de licitação;

- Na sala de cirurgia não existe uma balança, uma estufa para esterilização de materiais (embora esses materiais também não existam), afastador, tesouras, bisturi, pinça hemostática, estetoscópio, termômetro digital, isso sem falar na falta de remédios básicos como soro fisiológico, equipo, escalpe e outros;

- O alambrado que foi doado pela SABESP na antiga administração, está todo arrebentado, os animais vivem escapando e correndo atrás de motos, carros e cavalos, causando transtorno aos transeuntes;

- Desativaram algumas coberturas feitas improvisadas para abrigar os animais que vivem soltos dentro do canil por falta de baias, a promessa era de que seria feita uma cobertura de lona para evitar sol e chuva nos mesmo, mas, até hoje nada foi feito, os animais ficam em sopa nos dias chuvosos e com isso obviamente adquirem doenças.

Porque não construíram pelo menos 10 baias antes de começarem a cimentar a parte externa das baias coletivas para que os animais que ali vivem, pudessem ser transferidos? Agora os pobrezinhos estão em um cercado sem nenhuma cobertura, se chover vão se molhar se tiver sol vão ficar no sol ou vão se enfiar dentro dos buracos que existem na terra, inclusive já teve animal que morreu dentro de um desses buracos e ninguém percebeu.

Campanha de Castração
No ano de 2014 a Associação Protetora dos Animais “Anjos Sem Asas” de Pilar do Sul com o apoio do então presidente da Câmara Marcos Augusto de Góis Vieira, conseguiram junto ao Deputado Ricardo Tripoli uma verba no valor de R$ 100 mil reais para castração e chipagem de 945 animais. Durante os meses de Setembro, Outubro e Novembro/2014, foram realizados 437 procedimentos. A prefeitura teria que enviar acerto de contas ao Governo para aprovação dessa primeira etapa e para liberação dos outros R$ 66.000 para dar continuidade às demais castrações.

Ocorre que, desde então, nenhum procedimento cirúrgico foi realizado.
Primeiro: A prefeitura demorou para enviar o acerto de contas e ainda enviou errado.
Segundo: De acordo com informações que foram passadas, o governo estava segurando o dinheiro (não se sabe porque uma vez que era uma verba já destinada e aprovada), a Associação ficou cobrando de todo mundo, até mesmo do deputado. A prefeitura poderia dar continuidade desse procedimento junto a empresa contratada porque, afinal de contas, esse dinheiro uma hora ou outra vai ter que chegar e voltaria para os cofres públicos, mas para isso seria necessário haver interesse em querer terminar essas castrações. Como isso não ocorreu, cadelas estão procriando e assim temos mais e mais animais abandonados pelas ruas, matos, beiras de estradas e entradas de sítios.

A população cadastrada desde o mês de Setembro/2014, esta cobrando da Associação essas castrações só desconhecem que isso quem tem que resolver é a prefeitura, assim como resgate de animais, quem tem que realizar esse procedimento é a Vigilância Sanitária, é responsabilidade do poder público a guarda de todos os animais que vivem pelas ruas, mas, sempre que a população liga para o setor competente falando sobre esses dois problemas são instruídos a ligarem para os membros da Associação.

A prefeitura deveria também, começar um trabalho de punição com multas sérias aos proprietários que deixam seus animais soltos pelas vias públicas, que não castram e deixam procriar, com essa arrecadação, com certeza o canil municipal poderia estar sendo ampliado e mantido de maneira adequada e humana, a prefeitura não precisaria destinar verbas, afinal de contas são vidas inocentes que estão ali por irresponsabilidade e descaso da humanidade.

Estes dois últimos dias, os membros da Associação se desdobraram implorando nas redes sociais um lar provisório para abrigar duas futuras mamães que estavam nas ruas e que estão prestes a darem cria, para que seus filhotinhos não morressem no canil por contaminação.

“Não estamos pedindo um local luxuoso como disse uma vez um funcionário comissionado, pedimos sim um mínimo de dignidade para abrigar e socorrer esses inocentes jogados à própria sorte, queremos poder ter também nossa vida particular respeitada, ter nossos momentos de descanso e lazer com nossa família como qualquer outra pessoa, não ficar 24 horas por dia atendendo a pedidos da população e tendo que resolver problemas que é de responsabilidade do poder público”, desabafa um dos voluntários da Associação.
Frente do Canil, cimentada e ao lado uma baia inútil que enche de água quando chove 


Portas das baias com ferro quebrados e enferrujados oferecendo risco de saúde para os animais e funcionários
Ralos sem tampa, onde traz muito mau cheiro, ratos e sapos que vem pelo esgoto, e os animais acabam bebendo dessa água parada

Filhotes debilitados abandonados na rua, são levados ao canil, como o local esta contaminado acabam vindo a óbito




Hoje os animais estão em local sem cobertura enfiados em buracos porque estão cimentando a parte externa, baias sem porta para saída externa

Alambrado todo remendado pelos próprios funcionários para evitar que os animais escapem para a rua 
nesta parte poderia ter sido construída algumas baias antes de começarem a cimentar a parte externa das coletivas, assim os animais não estariam no relento
Aqui foi prometido colocar uma lona para proteger os animais soltos do sol e da chuva
 Animal com sarna tem que ficar amarrado porque não tem um local para isola-lo

Futuras mamães foram retiradas do canil para lar transitório antes que seus bebes nascessem no local contaminado




NOTA DE FALECIMENTO


Faleceu nesta Sexta-Feira (17/04), a senhora IZOLINA RODRIGUES DE OLIVEIRA com 80 anos de idade, moradora no Bairro da Paineira, em Pilar do Sul.

Seu corpo estará sendo velado na Igreja Presbiteriana, do Bairro da Paineira.

Seu sepultamento se dará neste Sábado (18/04), às 15hs, no Cemitério da Paineira em Pilar do Sul.

A família enlutada as nossas condolências.

Dados fornecidos pela Funerária da Paz




Projeto Integração Comunitária inicia neste sábado


A Prefeitura Municipal de Pilar do Sul instituiu para 2015 o projeto Integração Comunitária, por meio das Secretarias Municipais integradas para desenvolver ações em suas diversas áreas focando nas crianças e jovens das comunidades e dos bairros, fomentando atividades em parcerias com as lideranças locais, conselhos municipais e moradores.

O Propósito principal é desenvolver atividades lúdicas, esportivas, de lazer e culturais nas ruas e praças dos bairros urbanos da cidade, são eles: Nova Pilar, Ipê, Pinheiro, Bonanza, Vale Verde, Santa Cecília, Campestre, Campo Grande, São Manoel e Santa Helena.

As Secretarias Sedis, Sectur, Selj, Seed e Ssabes, por meio de suas oficinas e projetos existentes, oferecem atividades através de parcerias com líderes comunitários, escolas e entidades a fim de promover atividades contínuas, com aulas, cursos e eventos voltados às famílias, em especial à criança e ao adolescente. Organizaram um calendário de eventos e atividades durante o ano, em forma de rodízio, contemplando todos os bairros.

Cabem as lideranças comunitárias, entidades e conselhos auxiliar na articulação das comunidades, divulgando e agregando a participação de todos.

A Prefeitura e suas secretarias oferecem profissionais e condições básicas para a realização das atividades. Infraestrutura e local deverá ser providenciada em parceria com a própria comunidade. O projeto não prevê gastos de locações e terceirizações, exceto em data específicas e sazonais.

O objetivo principal é dar ferramenta básica para que as iniciativas comunitárias e privadas tenham maior apoio e sustentação da Prefeitura para que as pequenas ações se transformem em grandes ferramentas contra a ociosidade e a ausência de atividades saudáveis nas periferias.

As Secretarias disponibilizam oficineiros, estrutura existente em suas secretarias e suporte para as atividades, além de logística e transportes.

A Ação Comunitária deverá iniciar-se até o fim do mês de abril, juntamente com o início das oficinas culturais. Os conselhos, entidades e lideranças poderão opinar e propor novas ideias para dinamizar os trabalhos. É importante que todos tenham ciência quanto à promoção de gastos, pois o projeto prevê a realização das atividades utilizando-se das estruturas já existentes da prefeitura e dos serviços dos oficineiros e demais funcionários.

SELJ – Tardes de Lazer / Jogos / Competições Esportivas / Recreações.
SECTUR – Cinema / Videokê / Teatro / Dança / Capoeira / Música.
SOCIAL – Atividades e Projetos do FSS / Integração Social / Acompanhamentos.
SAÚDE – Campanhas Preventivas / Viver Bem Viver Mais.
EDUCAÇÃO – Suporte da rede de ensino / Palestras / Projetos Educacionais.
GABINETE – Supervisão / Fale com a Prefeita / Divulgação / Suporte.

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Santa Casa realiza Leilão de Veículo


Mulher é presa em Pilar do Sul por estelionato

  
Uma mulher foi presa na manhã de ontem (15/04), pela Policia Civil, quando tentava receber um empréstimo no valor de R$ 17.000,00, que já havia solicitado no ultimo dia 4 de Abril na agência SICOOB - Cooperativa de Crédito Rural de Itaí, localizada na Rua José Braga Sobrinho, centro de Pilar do Sul.

A mulher quando solicitou o financiamento, usou nome e documentação falsos, mas a financiadora já estava sabendo de outro golpe aplicado por ela em outra cidade, diante disso foi acionado a policia civil que prendeu a estelionatária em flagrante.

Ela confessou que é estelionatária e revelou sua identidade, G. O. A. de 46 anos, moradora em Sorocaba. Depois do registro de flagrante por estelionato, os policiais encaminharam a mulher para a cadeia feminina de Votorantim.

A policia vai continuar com as investigações para identificar outros integrantes.