segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Bebê de apenas 14 semanas morre por causa de fita de cabelo, e mãe deixa alerta para todos


Quando se fala de cuidados com um bebê, é importante ter em mente que toda precaução ainda é pouca. Se tratando da segurança de um recém-nascido, todo pequeno detalhe deve ser levado em consideração. O perigo está onde menos se espera.

Em uma cidade da Escócia, uma dura tragédia marcou a vida de uma família. Por causa de uma fita de cabelo, uma bebê de apenas 14 semana faleceu enquanto dormia.

Em um relato comovente, uma amiga da mãe da criança, divulgou a triste história nas redes sociais para informar aos pais a respeito do perigo que um simples acessório (que muitas mães acham lindinhos e querem ter um de cada modelo e de cada cor) pode proporcionar a um bebê.

A amiga conta que após uma longa caminhada, a mãe colocou sua filhinha para dormir no berço assim que chegou em casa. Enquanto a criança estava em sono profundo, a mãe foi tomar seu banho, contudo, algumas horas depois a mãe se encaminhou em direção ao quarto para ver como a bebê estava e, para sua surpresa e desespero, assim que chegou viu que a fita havia escorregado da cabecinha e estava bem na frente do nariz e da boca da bebê. Aquela altura, já era tarde demais, a bebê não se mexia, estava completamente paralisada. Todo o esforço da mãe para reanima-la foi em vão. A bebê morreu por asfixia.

A mãe da bebê, por maior que tenha sido a dor da perda, quis falar em rede social, pois não quer que nenhum pai ou nenhuma mãe enfrente a dor que ela está enfrentando, “é muito triste, não havia como imaginar que isso pudesse acontecer por causa de uma simples fita de cabelo”. O fato é que seu caso serve como um grande alerta a todos os pais.

Quantas mamães na ânsia de deixarem suas bonequinhas lindas, não se preocupam com o perigo que muitos adereços trazem aos bebês. Médicos já fizeram inúmeros alertas sobre, até a deformação no crânio dos recém-nascidos muita dessas fitas podem causar, se não forem confeccionadas com materiais adequados.


Fonte: Divas da Web.com

Ex-secretária da APAE em Pilar do Sul é condenada

Sandra Calijuri

O juiz Ricardo Augusto Galvão de Souza condenou Sandra Cristina Calijuri Bernardi, a ex-secretária da APAE, em Pilar do Sul, porque, segundo denúncia do Ministério Público, no período de janeiro a julho de 2015, Sandra era secretária da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE e responsável por receber dinheiro e pagar contas da entidade, mas, acabou se apropriando do valor de R$ 19.661,18.

    A condenação imposta com base na denúncia por apropriação indébita, artigo 168 do Código Penal fora de 1 ano 09 meses e 23 dias, em regime semiaberto. Apesar de afirmar na sentença que Sandra é reincidente, o magistrado substituiu a pena privativa de liberdade por restritiva de direito com prestação pecuniária de 05 salários mínimos e multa. Ao saber da sentença em 10 de agosto de 2017, a defesa de Sandra decidiu recorrer da sentença.


Fonte: Dados colhidos do Sorocaba Noticias

Leis mais rígidas para animais soltos nas rodovias e ruas


Não se pode mais esperar por providências mais severas para com os proprietários de animais de pequeno e grande porte, que ainda continuam deixando-os soltos pelas ruas e rodovias.

Há dias atrás, por exemplo, novamente um acidente com animais de grande porte causou dano material e físico na Rodovia Nestor Fogaça que liga Pilar do Sul à São Miguel Arcanjo.

Por volta das 19:30 do ultimo domingo (dia 06/08), a vigilância sanitária foi chamada para atender animais de grande porte na pista. Quando chegaram em frente a Ouro Safra, percebendo a presença de duas éguas os agentes Sanitários Maíra e Rubison começaram a fazer sinalização aos motoristas para alerta-los do perigo mas, infelizmente um veículo conduzido por um senhor acompanhado de seu neto menor de idade, que saia do trevo próximo, não notou as pessoas que estavam sinalizando e acabou colidindo com os animais, onde uma das éguas veio a faleceu no local. A vitima foi levada à Santa Casa local e em seguida, encaminhada ao BOS em Sorocaba para retirada de cacos de vidro da vista, o neto teve apenas escoriações no rosto pelos cacos que pularam.

A segunda égua foi atendida ainda no local pelo veterinário Dr. Gabriel que teve que fazer uma reconstrução no pescoço por ter atingido uma veia, além de ter sofrido vários ferimentos, o animal agora passa bem.

A policia militar também foi chamada para auxiliar com a sinalização até a chegada da policia rodoviária. A vigilância sanitária contou ainda com a ajuda de outros motoristas que passavam no momento do acidente e de mais dois agentes sanitário que vieram em seguida.

Obviamente que o proprietário desses animais soltos, não aparece nessa hora para se responsabilizar, mas, com cautela e boa vontade acaba-se chegando até ele e, é nessa hora, que a multa tem que ser bem alta além de ter que responder criminalmente por essa negligência, afinal, quantos já perderam a vida por causa de acidentes com animais soltos e quantos mais terão que perder? E esse valor, tem que ser revertido ao Canil Municipal para melhorias e atendimento necessário, pois, até hoje, desde a inauguração desse prédio público pelo então prefeito na época Luiz Henrique de Carvalho, ninguém moveu uma única pedra para melhorar as acomodações e abrigar tantos animais que hoje ainda vivem nas ruas e que são de responsabilidade do município, canil continua uma calamidade pública.

Quando se cobra do poder público, a resposta é que a lei existe e que falta fiscalização, mas, quando se aplica a lei onde vai parar o valor cobrado em multa? Esse valor deveria ser revertido a uma conta exclusiva do Canil Municipal de Pilar do Sul. Já foi solicitada essa providência, mas, parece que até o momento nenhuma atitude foi tomada, com isso os valores arrecadados continuam indo parar em cofres errados.

O mesmo também dever ser aplicado aos animais de pequeno porte, “a população se engana muito quando pensam que todos os animais que hoje vivem nas ruas, são animais abandonados, 90% deles tem donos que soltam seus animais para fazerem suas necessidades nas ruas, jardins e portões dos vizinhos porque, não querem ter o trabalho de limpar suas sujeiras. Então, se não querem ter trabalho devem responder por sua irresponsabilidade porque, os animais de pequeno porte também causam acidentes, correm atrás de motos, são atropelados (uns morrem na hora, outros ficam paraplégicos para resto de suas vidas) além de cadelas no cio ficarem cruzando e seu dono só ficar sabendo que estava, quando dão crias nas casas”, conclui uma protetora de animais.

quem paga com a vida, são os pobres animais e os humanos, pela irresponsabilidade dos proprietários que ficam impunes




NOTA DE FALECIMENTO



Faleceu neste Domingo (20/08), a senhora YOTUKO MISAKI, com 80 anos de idade, moradora no Bairro da Barra, em Pilar do Sul.

Seu corpo estará sendo velado no Velório Municipal de Pilar do Sul.

Seu sepultamento se dará nesta Segunda-Feira (21/08), às 15:00hr, no Cemitério Municipal Jardim das Acácias, no Bairro Guaçuzal, em Pilar do Sul.

A família enlutada as nossas condolências.

Dados fornecidos pela Funerária Paraizo



domingo, 20 de agosto de 2017

AJUDEM FAMÍLIA COM NA SUA PROCURA


Família esta desesperada a procura desta cachorrinha que ainda é filhote, atende pelo nome de “Pretinha” e é da raça vira-lata.

Ela é toda preta com o peitinho branco e desapareceu do Bairro Jardim Esperança na ultima terça-feira (15/08).

Essa cachorrinha era de rua, viveu por muitos dias na rua do bairro onde todos cuidavam dela, a menos de 20 dias a família com dó resolveu adotar a “Pretinha” e, na terça-feira ela havia acabado de chegar do pet onde fora tomar banho quando saiu na rua e não voltou mais.

Acredita-se que alguém a pegou porque estava muito bem tratada e hoje esta a espera do seu dono.

Quem encontrou, por favor, entrar em contato pelo telefone 3278.0995 falar com Leni, 996262263 falar com Fernando ou 99605.6573 falar com Sueli.


Ajudem por favor encontrar nossa menina?

ACORDA NAÇÃO E REAJA


Um amigo me enviou hoje pelo Wats uma mensagem de uma colunista do “O Globo”, que diz exatamente como esta nosso país nos últimos dias e me fez querer dividir com as pessoas que, desejariam como eu, estar vivendo num mundo melhor. ACORDA NAÇÃO.

A caminho do brejo
A sociedade dá de ombros, vencida pela inércia

Um país não vai para o brejo de um momento para o outro — como se viesse andando na estradinha, qual vaca, cruzasse uma cancela e, de repente, saísse do barro firme e embrenhasse pela lama. Um país vai para o brejo aos poucos, construindo a sua desgraça ponto por ponto, um tanto de corrupção aqui, um tanto de demagogia ali, safadeza e impunidade de mãos dadas. Há sinais constantes de perigo, há abundantes evidências de crime por toda a parte, mas a sociedade dá de ombros, vencida pela inércia e pela audácia dos canalhas.

Aquelas alegres viagens do então governador Sérgio Cabral, por exemplo, aquele constante ir e vir de helicópteros. Aquela paixão do Lula pelos jatinhos. Aquelas comitivas imensas da Dilma, hospedando-se em hotéis de luxo. Aquele aeroporto do Aécio, tão bem localizado. Aqueles jantares do Cunha. Aqueles planos de saúde, aqueles auxílios moradia, aqueles carros oficiais. Aquelas frotas sempre renovadas, sem que se saiba direito o que acontece com as antigas. Aqueles votos secretos. Aquelas verbas para “exercício do mandato”. Aquelas obras que não acabam nunca. Aqueles estádios da Copa. Aqueles superfaturamentos. Aquelas residências oficiais. Aquelas ajudas de custo. Aquelas aposentadorias. Aquelas vigas da perimetral. Aquelas diretorias da Petrobras.

A lista não acaba.

Um país vai para o brejo quando políticos lutam por cargos em secretarias e ministérios não porque tenham qualquer relação com a área, mas porque secretarias e ministérios têm verbas — e isso é noticiado como fato corriqueiro da vida pública.

Um país vai para o brejo quando representantes do povo deixam de ser povo assim que são eleitos, quando se criam castas intocáveis no serviço público, quando esses brâmanes acreditam que não precisam prestar contas a ninguém — e isso é aceito como normal por todo mundo.

Um país vai para o brejo quando as suas escolas e os seus hospitais públicos são igualmente ruins, e quando os seus cidadãos perdem a segurança para andar nas ruas, seja por medo de bandido, seja por medo de polícia.

Um país vai para o brejo quando não protege os seus cidadãos, não paga aos seus servidores, esfola quem tem contracheque e dá isenção fiscal a quem não precisa.

Um país vai para o brejo quando os seus poderosos têm direito a foro privilegiado.

Um país vai para o brejo quando se divide, e quando os seus habitantes passam a se odiar uns aos outros; um país vai para o brejo quando despenca nos índices de educação, mas a sua população nem repara porque está muito ocupada se ofendendo mutuamente nas redes sociais.
Fonte: O Globo

Eu acrescentaria mais um pouco:
Um país vai para o brejo quando uma sociedade inteira desconhece a arma poderosa que tem em suas mãos que se chama VOTO. O dia que as pessoas entenderem esse poder e não votarem em MAIS NINGUÉM, fazerem valer seus direitos como cidadãos e exigirem serem respeitados, conseguiremos viver em um país melhor, mais digno e mais humano mas, enquanto ficarmos como dizem acima as sábias palavras de Cora Rónai, Colunista do “O Globo”, esse país estará cada dia mais "INDO PARA O BREJO".




Vem aí a 1ª Feira de Profissões em Pilar do Sul


Agora os estudantes de Pilar do Sul, graças a iniciativa do vereador Clayton Machado, poderão se identificar qual a melhor profissão a seguir.

- Objetivo:
A Feira de Profissões de Pilar do Sul foi planejada com o objetivo de orientar e ampliar o conhecimento dos jovens estudantes acerca do seu futuro profissional, proporcionando informações que possibilitem identificar suas possibilidades e sonhos, esclarecendo suas dúvidas quanto a sua escolha profissional, e descobrir caminhos e instituições que promovam essa concretização.

- Desenvolvimento:
O evento gratuito e aberto ao publico, que conta com a participação de instituições de ensino universitário, técnico e cursos livres da região metropolitana de Sorocaba, com stand presencial, demonstrações, palestras com orientação para o futuro profissional, orientação para estudos, preparação do processo seletivo e oportunidade de interação entre os jovens.

- Publico Alvo:
Alunos do 9º ano do Ensino Fundamental, e 1º, 2º e 3º ano do Ensino Médio, das escolas estaduais e particulares do município de Pilar do Sul.

- Data:
Dias: 21, 22, 23 e 24 de Agosto.
Horário: das 07:30h às 11:30h
Local: Recinto de Festas Chico Mineiro
Endereço: Avenida Antônio Lacerda, s/n

- Projeto:
Vereador - Clayton Machado

- Comissão Organizadora:
Diretores e coordenadores das escolas públicas e particulares, Secretaria Municipal de
Educação e Secretaria Municipal de Cultura.

- Participação do Publico alvo:
Dividimos a participação das turmas, de todos os alunos da rede municipal de ensino por dia, para acomodar melhor o publico no local.

- Dia 21/08: todos os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental.
- Dia 22/08: todos os alunos do 1º ano do Ensino Médio.
- Dia 23/08: todos os alunos do 2º ano do Ensino Médio.
- Dia 24/08: todos os alunos do 3º ano do Ensino Médio.

- Participação das instituições:
Dias 21 e 22 de agosto: participação da ESAMC, ETEC, SENAR, FATEC.
Conteúdo
- ESAMC: diferenças entre ensino técnico, tecnólogo e ensino superior.
- ETEC: explanação sobre os cursos técnicos.
- ETEC (COLEGIO AGRICOLA): explanação sobre a experiência de colégio técnico.
- SENAR: divulgação dos cursos livres.
- FATEC: explanação sobre os cursos da instituição e processo seletivo

Dia 23 e 24 de agosto: participação da UFSCAR, FACENS, UNISO, UNIP.
Conteúdo
- UFSCAR: novas profissões e magistério
- FACENS: área de tecnologia
- UNISO: área da comunicação e artes
- UNIP: área da saúde

- Cronograma Diário:
07:30 – abertura do recinto
08:00 – acolhimento e inicio
08:15 – início das palestras
10:20 – lanche
10:30 – visita aos stands e apresentação cultural
11:30 – fim das atividades
12:00 – fechamento do recinto

- Responsabilidades:
- Estrutura: Clayton Machado
- Palestras: Rita
- Stands: Katia e Valéria (Regiane)
- Lanche: Ariana e Milena
- Credencial e Autoridades: Secretaria de Educação
- Apresentações culturais: Secretaria de Cultura.

- Conclusão:
Esta edição da Feira de Profissões é a primeira que se realiza no município, evento livre para os jovens da cidade e região. Em caráter experimental, a mesma busca melhoria de estrutura e conteúdo nas próximas edições. Projeto de fomentação educacional e profissional, com participação efetiva e positiva dos envolvidos.

Este tempo de descoberta e escolha é um dos períodos mais importantes na vida dos jovens, sendo assim, a responsabilidade de contribuir para este momento é a maior intenção do projeto, para a construção de uma sociedade mais realizada pessoalmente e qualificada profissionalmente.