sábado, 13 de fevereiro de 2016

País terá neste sábado Dia de Mobilização para Combate ao Aedes aegypti

Campanha vai mobilizar famílias no combate ao mosquito transmissor do Zika, que também é vetor da dengue e da chikungunya 
Elza Fiúza/Agência Brasil

O governo federal promove neste sábado (13/02) o Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao Aedes aegypti. A ideia é mobilizar famílias no combate ao mosquito transmissor do Zika, que também é vetor da dengue e da chikungunya.  Três milhões de famílias deverão ser visitadas em suas casas, em 350 municípios.

As Forças Armadas deslocaram cerca de 220 mil militares para a ação. Eles vão acompanhar os agentes de saúde no trabalho de conscientização, casa a casa. Foram usados dois critérios para definir as cidades que serão visitadas na campanha; municípios com a presença de unidades militares e os com maior incidência do mosquito Aedes aegypit, conforme dados do Ministério da Saúde.

“A campanha é de mobilização, de convocar a população a fazer parte do esforço de combate ao mosquito e essa mobilização terá que ser feita de casa em casa. Nosso propósito é alcançar pelo menos 3 milhões de domicílios e distribuir pelo menos 4 milhões de folhetos neste sábado”, acrescentou Aldo Rebelo.

Emergência internacional

No início do mês, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou emergência internacional de saúde pública em virtude do aumento de casos de microcefalia associados à contaminação pelo vírus Zika. A situação é preocupante, segundo a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, por causa  de fatores como a ausência de imunidade entre a população, a falta de vacinas, tratamentos específicos e testes de diagnóstico rápidom além da possibilidade de disseminação global da doença.

Transmitido pelo Aedes aegypiti, o mesmo transmissor da dengue e da chikungunya, o Zika provoca dor de cabeça, febre baixa, dores leves nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão nos olhos. Outros sintomas menos frequentes são inchaço no corpo, dor de garganta, tosse e vômitos. A grande preocupação, no entanto, é a relação entre o Zika e a ocorrência de microcefalia.

O município de Pilar do Sul (SP) estará mobilizado, neste sábado (13/02), para o Dia Nacional de Mobilização de combate ao Aedes Aegypti, transmissor da dengue, do zika e da chikungunya. A prefeitura já iniciou, na sexta-feira (12/02), a limpeza de terrenos particulares ou públicos, fazendo a retirada de material inservível.

A mobilização continuará na próxima semana; a população deverá fazer a limpeza de seus quintais e colocar os materiais descartados para serem recolhidos.

Segundo Rubison de Almeida, supervisor da Vigilância Sanitária, há registro de quatro casos em Pilar do Sul, nesses dois meses de 2016; desses, somente um é positivo, importado (a pessoa não é moradora do município). Os outros três casos apresentaram os sintomas, mas não houve confirmação de dengue.

Rubison informou, também, que não há registro de zika ou chikungunya em Pilar do Sul. Ao ser constatado um caso positivo é feito o bloqueio – delimitação de um raio de 250 metros próximo ao local. “Ainda há resistência de alguns moradores quando os agentes visitam as casas; também encontramos muitas casas fechadas”, comenta Rubison.

A Vigilância Sanitária orienta a população para que sejam eliminados todo tipo de material inservível que possa se transformar em criadouros do mosquito.

Fonte: Marcelo Brandão - Repórter da Agência Brasil/Giro Pilar do Sul e Região



Funcionários públicos realizando na manhã deste sábado (13/02)
limpeza em toda a cidade



Mudanças na Lei:


Pensão alimentícia ficará mais rigorosa a partir de março
Cristiane Beuren, advogada e professora da UPFFoto: Paulinho Paes/Rádio Cristal

A pensão alimentícia é um direito de toda criança, adolescente e idoso. As mudanças no Código Civil tornaram mais rigorosas as leis quanto às pensões.

As novas medidas entrarão em vigor a partir de 18 de março. A legislação anterior tinha regras especificas para a lei, porém muitas coisas a justiça deliberava sem estar previsto em lei.

Por exemplo, o fato de o requerente ter a pensão avaliada em 30% do salário do requerido não estava previsto em lei, a decisão, era uma jurisprudência da justiça. A mudança a partir de março prevê em lei este número.

O que muda? O rigor. No momento que for entrado com a execução de que o devedor atrasou um mês, o Juiz já poderá emitir um mandado de prisão.

A justiça deverá dar três dias para o pagamento ou justificava do não pagamento, porém, já é determinado que o valor fosse a protesto no cartório. Com o protesto, essas informações geram a situação de inadimplente para o devedor.

“Basta um mês de atraso que já pode ser pedido à prisão do devedor, não necessariamente os três meses”, destacou Cristiane Beuren, advogada e professora da UPF quanto às novas mudanças na lei.

Quanto a pena, agora está na lei. A pena será de um a três meses em regime fechado, sem possibilidade de alteração.

“Ir pra cadeia não significa que são pagas as pensões. O tempo que o devedor está preso, ele necessita continuar pagando, pois assim que sair, continua sendo devedor sendo possível novamente a sua prisão”, destacou Beuren.

A pensão alimentícia deve ser paga até o momento em que o pai, mãe ou responsável entre na justiça pedindo a exoneração do pagamento, do contrário continuará pagando.


Fonte: Dados colhidos da Central de Conteúdo Unidade RedeSul

NOTA DE FALECIMENTO


Faleceu neste Sábado (13/02), a senhora NADIR SAMPAIO DAVID, com 74 anos de idade, moradora no Bairro Jardim Panorama, em Pilar do Sul.

Seu corpo estará sendo velado no Velório Municipal de Pilar do Sul, no Centro de Pilar do Sul.

Seu sepultamento se dará em data e horário ainda a ser definido pela família, no Cemitério Municipal, Jardim das Acácias em Pilar do Sul.

A Família enlutada as nossas condolências.

Dados fornecidos pela Funerária da Paz





NOTA DE FALECIMENTO


Faleceu neste Sábado (13/02), o senhor JOSÉ DE CAMARGO, com 66 anos de idade, morador no Bairro Jardim Nova Pilar III, em Pilar do Sul.

Seu corpo estará sendo velado no Velório Municipal de Pilar do Sul, no Centro de Pilar do Sul.

Seu sepultamento se dará neste Sábado (13/02) às 16hs, no Cemitério Municipal São João Batista, na cidade de PIEDADE.

A Família enlutada as nossas condolências.

Dados fornecidos pela Funerária da Paz





sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Deputada Maria Lúcia Amary recebe pedido de ajuda da prefeita de Pilar para obra na SP-264

Prefeita Janete, Secretário Segurança Publica Beto Jordão
e a Deputada Maria Lucia Amary

A deputada estadual Maria Lúcia Amary (PSDB) recebeu, nesta sexta-feira (12), a prefeita de Pilar do Sul, Janete Paes (PSDB), e seu secretário de Governo, Segurança Pública e Trânsito, Beto Jordão, que foram reivindicar apoio do Estado para reparos na SP-264.

De acordo com a prefeita, as fortes chuvas do mês de janeiro provocaram uma grande erosão nos dois lados da pista da Rodovia Francisco José Ayub (SP-264), uma das principais ligações entre Pilar e algumas cidades vizinhas, e também levaram a terra debaixo do leito.

A deputada Maria Lúcia Amary já havia feito a reivindicação ao secretário de Estado da Casa Civil, Edson Aparecido, em janeiro, mas vai reforçar a solicitação, já que a recuperação é fundamental para os usuários da rodovia e também para o escoamento de produção local.

A prefeita e o secretário também solicitaram a ajuda para liberar recursos visando a construção de uma ponte de concreto na Avenida José de Nóbrega, ampliação da iluminação pública e construção de creche-escola no Jardim Esperança II e de 68 casas da CDHU.


Fonte: Assessoria de Comunicação da deputada Maria Lúcia Amary

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINARIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINARIA
DOS SERVIDORES PÚBLICOS


O SINDICATO DOS SERVIDORES PUBLICOS DE PILAR DO SUL, SÃO MIGUEL ARCANJO, SARAPUI, E TAPIRAI CONVOCA TODOS OS SERVIDORES PÚBLICOS DE PILAR DO SUL, SÓCIOS E NÃO SÓCIOS, PARA PARTICIPAREM DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA A REALIZAR-SE NO DIA 17/02/2016 (QUARTA-FEIRA) AOS 6HS30 EM PRIMEIRA CONVOCAÇÃO, E AS 07:00HR EM SEGUNDA E ULTIMA CONVOCAÇÃO, COM QUALQUER NUMERO DE PRESENTES, NA GARAGEM MUNICIPAL AV. PAPA JOÃO XXIII Nº 727- CAMPO GRANDE, PARA DELIBERAREM SOBRE O REPASSE INFLACIONÁRIO E TICKET ALIMENTAÇÃO.


Ovídio José de Goes
- Presidente -

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Servidores Municipais não aceitam proposta de repasse salarial e esperam nova decisão da Prefeita


Ovidio Pato - Presidente do SINDPUB

No ultimo dia 22/01, a diretoria do SINDPUB –Sindicato dos Funcionários Públicos de Pilar do Sul, tiveram uma reunião com a prefeita Janete Pedrina de Carvalho Paes, onde os servidores municipais reivindicam o repasse inflacionário de 10,48% nos salários e um aumento do Kit Vale Alimentação de 1,08% para 1,15%.

A prefeita aceitou somente o repasse de aumento do Vale Alimentação (1,15), o aumento do repasse salarial inflacionário ela ofereceu apenas 6,5%, justificando que a folha estava no limite prudencial pelo tribunal de contas, o restante poderia ser acertado após nova negociação no mês de maio.

O presidente do Sindicato (Ovidio), realizou então no dia 27/01 uma assembléia onde foi colocada a situação para todos os servidores que reprovaram essa proposta (6,5%), no dia 02/02 foi realizada novamente uma reunião com a prefeita para levar ao seu conhecimento a reprovação dos servidores. Nessa reunião então, a prefeita informou que estariam criando um conselho entre as secretarias para discutir o assunto e, assim agendaram para o próximo dia 11/02 a nova reunião para informar se, permanecerá a proposta de 6,5% ou se terá a possibilidade de um novo acordo entre as partes.

O presidente disse então: “Estou fazendo todos os trâmites legais para que os servidores tenham seus direitos assegurados, teremos uma nova assembléia no dia 17/02, (local e horário ainda a ser definidos), mas gostaria que todos comparecessem e participassem, é de seus direitos que vamos discutir e será deliberado com qualquer numero de participantes presentes de todas as secretarias”, finaliza Ovidio.