domingo, 21 de janeiro de 2018

Mãe de jovem morta por prima em churrasco diz que alertou a filha dias antes: 'Não sentia paz


A mãe da jovem Elisandra Vitória Cássia de Oliveira, que morreu após ser esfaqueada pela prima durante um churrasco em dezembro do ano passado em Pilar do Sul (SP), afirmou ao G1 que 15 dias antes do assassinato havia alertado a filha que não estava sentindo paz sobre a amizade dela com a ex-namorada da prima.

O caso foi registrado no dia 2 de dezembro no bairro Boa Vista. A prima de segundo grau da vítima, Amanda de Oliveira Nunes Gabriel, de 19 anos, foi presa logo após o crime.

“A Amanda, que é acusada por matar minha filha, tinha ciúme porque minha filha ficou muito amiga da ex-namorada dela. Mas a Elisandra não tinha relacionamento com a ex-namorada. As duas eram muito amigas, só isso. Só que eu não sentia paz nessa amizade, ainda mais porque a Amanda tinha um ciúme doentio. Dias antes do assassinato falei que era para ela deixar essa amizade de lado, que ia destruir a vida dela um dia. E foi o que aconteceu”, diz Fabiana Aparecida Proença.

Testemunhas contaram à polícia que a confusão começou após Amanda ter chegado ao churrasco, sem ter sido convidada. Durante a briga, a vítima agrediu a suspeita com uma enxada.

"Ouvimos duas pessoas que estavam no local. Elas afirmaram que a Amanda chegou no sítio sem ter sido convidada, e a Elisandra, prima dela, não gostou quando a viu. Após ela ter agredido a Amanda no queixo, a acusada pegou uma faca e agrediu Elisandra no peito", afirmou o delegado Milton Andreoli.

Para a mãe, ainda é difícil acreditar na morte da filha, que deixou uma menina de apenas seis meses.

“Ela tinha muito sonhos e deixou uma filhinha linda e o companheiro. Era o sonho dela ser mãe. A prima dela acabou com minha família. Acabou com a minha vida. Minha filha nunca mais vai voltar para realizar seus sonhos. Ainda não consigo acreditar e, na minha cabeça, ela está viajando e não morta”, lamenta.

Ainda segundo Fabiana, seu único desejo é que a Justiça seja feita.

“Ela era minha melhor amiga, minha filha querida. Não desejo a morte da que fez isso com a minha filha. Mas desejo Justiça. Quero que ela pague na cadeia o que fez, porque ela conseguiu acabar com a minha vida. Ela destruiu sonhos’, diz.

Motivação
Segundo o delegado que investiga o caso, ele acredita que o crime não tenha sido premeditado.

"Foi motivação passional. Após ouvirmos as testemunhas, ficou claro que foi um crime pelo calor das emoções. Não foi premeditado. A jovem, inclusive, não tem passagem pela polícia."

Amanda Nunes foi presa por homicídio qualificado e está à disposição da Justiça.


Fonte: Por Paola Patriarca, G1 Itapetininga e Região

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

ERRATA


A Apaasa Associação protetora dos Animais Anjos Sem Asas de Pilar do Sul, através de seu atual presidente Tiago Gonçalves Ferreira, vem através desta, solicitar que sejam desconsideradas informações que constam no "Edital de Convocação de Assembléia Geral para Eleição da Diretoria Executiva e Conselho Fiscal". 

1- ONDE SE LÊ NO PRIMEIRO TEXTO: "CONVOCA, através do presente edital, todos os associados conforme capitulo II art. 5º e 6º do estatuto, para a Assembleia Geral que será realizada na sede da mesma, às 19h30, do dia 19 de Janeiro de 2018";
DEVERÁ SER LIDO: "dia 22 de Janeiro, às 19h, para primeira chamada e 30 minutos depois para segunda chamada";

2- ONDE SE LÊ NO PARAGRAFO "2": "Rua Santo Antonio, 171 – Centro";
DEVERÁ SER LIDO: "Rua Santo Antonio, nº. 231 – Bairro Centro". 


EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL PARA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E CONSELHO FISCAL DA ASSOCIAÇÃO PROTETORA DOS ANIMAIS “ANJOS SEM ASAS” DE PILAR DO SUL

A ASSOCIAÇÃO PROTETORA DOS ANIMAIS “ANJOS SEM ASAS” DE PILAR DO SUL, com sede nesta cidade, na Rua Gabriel Batista de Proença, 290, Jardim Esperança, através de sua Diretoria Executiva, devidamente representada por seu presidente Tiago Gonçalves Ferreira, CONVOCA, através do presente edital, todos os associados conforme capitulo II art. 5º e 6º do estatuto, para a Assembleia Geral que será realizada na sede da mesma, às 19h30, do dia 19 de Janeiro de 2018, com a seguinte ordem do dia:

1 - Eleição da Diretoria Executiva e Conselho Fiscal da ASSOCIAÇÃO PROTETORA DOS ANIMAIS “ANJOS SEM ASAS”, mandato 2018/2020, em cumprimento ao disposto no artigo 33, do Estatuto da mesma;

2 - A inscrição das chapas candidatas deverá ocorrer na Rua Santo Antonio, 171 – Centro, até 05 dias antes da eleição, que se realizará dentre as chapas ou através de votação simples;

3 - Somente poderão integrar as chapas os concorrentes associados da ASSOCIAÇÃO PROTETORA DOS ANIMAIS “ANJOS SEM ASAS” os associados de que se trata o ARTIGO 5º e 6º, com idade igual ou superior aos 18 (dezoito) e que participem ativamente da Associação, participação esta que será apreciada através da lista de presença;

4- A Assembleia Geral instalar-se-á em primeira convocação às 19:30 horas, com a presença da maioria dos associados e, em segunda convocação, com qualquer número, meia hora depois, não exigindo a lei quórum especial.

Pilar do Sul, 19 de Dezembro de 2017.

Tiago Gonçalves Ferreira
Presidente Associação Protetora dos Animais “Anjos Sem Asas”

Aplicativo facilita socorro a vítima de violência doméstica


APLICATIVO JUNTAS (PLP 2.0), mecanismo de combate à violência doméstica, possibilita que mulheres em situação de perigo enviem, pelo celular, um pedido de socorro a pessoas previamente cadastradas, que recebem, por mensagem, a exata localização da vítima. Com ele, mulheres expostas à violência doméstica podem construir uma rede pessoal de proteção.

Além dos números cadastrados, o aplicativo aciona diretamente as redes de atendimento das Promotoras Legais Populares (PLPs) – lideranças comunitárias femininas capacitadas em noções básicas de leis e direitos humanos que atuam na defesa, orientação e triagem de demandas de violação de direitos, assim como na prevenção da violência contra a mulher.

O Juntas (PLP 2.0) está disponível para ser baixado em celulares com o sistema Android (que envia um pedido de ajuda mediante o acionamento do botão liga/desliga do celular por quatro vezes) ou em IPhone (que possui mecanismo de acionamento diferente, ativado por meio de toque no próprio aplicativo). Para tanto, basta acessar a loja de aplicativos do celular ou o endereço www.plp20.org.br para fazer download do app, sendo possível cadastrar contatos (telefone, e-mail ou perfil no Facebook) de pessoas de confiança, que podem ser acionadas em possíveis situações de risco.

Fonte:  imprensatj@tjsp.jus.br

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Dupla armada assalta posto de combustíveis em Pilar do Sul



Dois homens armados roubaram um posto de combustíveis, localizado na Rua Dom Lucio Antunes de Souza, nesta segunda-feira (15), área central de Pilar do Sul (SP).

De acordo com a Polícia Militar, os criminosos ameaçaram funcionários, roubaram dinheiro do caixa e fugiram com o carro de um cliente.

Ainda segundo a polícia, uma equipe foi acionada e encontrou os suspeitos perto de Piedade (SP). Houve troca de tiros e eles abandonaram o veículo em um matagal.



Os policiais patrulharam a área, mas nenhum suspeito foi preso.


Fonte: G1 Itapetininga e Região

Chuva forte faz córrego transbordar em Pilar do Sul


Bastou pouco mais de uma hora de chuva forte, que caiu na tarde desta terça-feira (16) em Pilar do Sul, para que o Córrego do Peixinho transbordasse levando sujeira e muita lama para as ruas próximas.

As pessoas que moram nos Bairros Jardim Esperança, Sol Nascente, Jardim Colina e precisassem atravessar para o centro, tiveram que utilizar a Rua Dom Lucio Antunes de Souza pois, as pontes sumiram em baixo das fortes correntezas de águas, além do mato e galhos de árvores.

Isso já era de se esperar, afinal tantas e tantas vezes os setores competentes da limpeza desse e dos outros córregos, foram alertados por este blog sobre a sujeira e o mato que tampava totalmente a circulação das águas. Agora, evidentemente vão alegar que as chuvas foram muito fortes. Sim, foram mas, as águas não tinham vazão também.

Agora, vamos esperar quando a prefeitura vai realizar a limpeza, não só dos córregos mas, também, das vias laterias com o lamaçal que vai se formar depois que as águas baixarem. 

A população também tem sua parcela de culpa pois muitas garrafas pets, pneus, entulhos também são jogados nos córregos contribuindo para esse alagamento.










terça-feira, 9 de janeiro de 2018

NOTA DE FALECIMENTO




Faleceu o senhor EDSON DE OLIVEIRA PEDROSO, ex-motorista da Ralip (conhecido carinhosamente por todos como “Boneco”), com 47 anos de idade, morador no Bairro Campo Grande em Pilar do Sul.

Seu corpo estará chegando em Pilar do Sul por volta das 22h00 e será velado no velório municipal de Pilar do Sul, no Bairro Centro.

Seu sepultamento se dará nesta Quarta-Feira (10/01), às 10h00 no Cemitério Municipal São João Batista, Bairro Centro de Pilar do Sul.

A família enlutada as nossas condolências.

Dados fornecidos pela família.





segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Médicos são flagrados em esquema de 'farra do ponto' em hospital público do interior de SP


Profissionais de medicina do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), unidade responsável por atender 48 cidades da região, têm recebido salário mesmo sem atender pacientes. Eles participam do esquema conhecido como "farra do ponto", em que registram a entrada, deixam o hospital e só voltam no fim do expediente, para marcar a saída. O esquema foi denunciado pelo Fantástico neste domingo (7).

A reportagem da TV TEM e do G1 flagrou dois médicos e um cirurgião dentista que fazem da prática uma rotina. Eles chegam, batem o ponto e saem do hospital. O destino varia: eles vão para casa, à padaria, à academia, fazem compras e até atendem em clínica particular. Enquanto isso, paciente espera atendimento pelo profissional que sequer está na unidade hospitalar, apesar de ganhar para isso.

Esta não é a primeira vez que a "farra do ponto" é denunciada no Fantástico. Em 2011 foi descoberto um esquema em que médicos se ausentavam durante o horário de plantão. Para coibir a prática, o Hospital Regional instalou equipamentos de ponto eletrônico, mas a fraude persiste, como mostra a reportagem.

Flagrantes
No dia 20 de novembro, às 7h05, o médico anestesista F. M. dos S. M. chega ao CHS, bate o ponto e vai até uma lanchonete na mesma rua. No estabelecimento, ele conversa com um amigo, compra um lanche e volta para o hospital.

De acordo com o registro, próximo das 10h o médico sai novamente, só que de carro, ainda no horário de plantão. Em outro flagrante, em 7 de dezembro, ele chega às 7h10 e registra a digital. Menos de três horas depois vai até uma academia. As imagens mostram ele em uma esteira.

Em seguida, às 12h14, o anestesista volta ao hospital. No fim do dia, com outra roupa, ele espera o horário para bater o ponto mesmo sem ter cumprido todo o plantão de 12 horas. O Portal da Transparência informa que o salário do médico é de R$ 20.927,29 por mês referente a uma jornada de 20 horas semanais.

Procurado por telefone, o médico disse à reportagem que “não tinha nada para falar”.

'Fico a distância'
E. A. N., cirurgião dentista, foi flagrado realizando uma cirurgia em um hospital particular na cidade às 15h de 24 de novembro, dia e horário em que deveria estar de plantão no CHS. Ele é flagrado quando sai do centro cirúrgico para receber da enfermeira uma caixa de bombons enviado pela reportagem.

No mesmo dia que ele deveria estar no CHS, a paciente Lúcia Elena Zorzetto diz que caiu em casa e precisava ser atendida pelo especialista.

“Eles [funcionários] não falaram o porquê [da ausência]. Deram soro, pingou devagarinho, mas não sei quem mandou eu tomar soro, não veio médico me ver”, lembra a aposentada.

Segundo a escala daquele dia, ele tinha que trabalhar das 7h até às 19h. No entanto, só retornou ao hospital para marcar o registro de saída, mesmo sem ter cumprido a jornada de trabalho.

Os flagrantes da "farra do ponto" se repetem. Em 29 de novembro o cirurgião registra o ponto e segue para o centro de Sorocaba. No dia 1º de dezembro ele chega, bate o ponto e para em uma padaria antes de ir para o consultório particular na região central, às 9h30. De acordo com o Portal da Transparência, ele recebe R$ 4.471,85 para cumprir a jornada de 20 horas semanais.

Por meio da câmera escondida, um funcionário confirma que a prática é comum e, mais do que isso, planejada.

“É para ter dois médicos de escala, fica um só, daí um faz a primeira hora e o outro faz a segunda. Com certeza é feito um acordo entre eles”, afirma.

O dentista foi surpreendido pela equipe de reportagem no consultório e destacou que cumpre os horários estabelecidos. “Fico lá, fico a distância um pouco, fico em casa, volto, mas estou sempre lá. Estou priorizando a dor do paciente”, afirma.

Em nota, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo informou que casos como o descrito podem ser considerados infração ética. A pena varia de advertência até cassação do exercício da profissão.

'Dá uma olhada e vai embora'
A reportagem da TV TEM e do G1 ainda flagrou outro médico que também participa da "farra do ponto". Em 14 de dezembro, às 7h, o cirurgião plástico N. C. é flagrado estacionando o carro em uma vaga de táxi antes de bater o ponto e voltar para a casa onde mora, em um condomínio na Zona Sul de Sorocaba (SP).

O médico volta horas depois ao CHS, mas por pouco tempo. Segundo o registro da produção, ele vai para uma clínica particular, onde fica até às 12h e volta para a unidade para bater o ponto. Sem saber que estava sendo gravada, uma funcionária conta a rotina do médico. “Ele vem, dá uma olhada, vê se tem algum caso para resolver e vai embora.”

Conforme o Portal da Transparência, o cirurgião plástic  recebe R$ 7.918,97 para cumprir uma jornada de 20 horas semanais.

A situação se repete no dia 21 de dezembro. O médico chega, fica cerca de meia hora no ambulatório e vai embora. Segundo a escala, ele tinha pacientes desde as 7h.

No último dia de flagrante, em 4 de janeiro, o médico registra a digital, deixa o CHS de moto e vai para casa. Horas depois volta para o hospital, sai novamente e vai até uma loja de ferramentas. Ele retorna às 12h10 para encerrar o expediente. Neste momento ele é abordado pela reportagem, mas se recusa a falar sobre o assunto.

Cerca de 30 minutos depois, o médico sai da unidade e fala sobre o flagrante. Ele alega que saiu para comprar o controle de um ar condicionado - e nega ter voltado para casa.

“Eu voltei para cá logo em seguida. Tinha esquecido meu carimbo e minha caneta, e sem o carimbo e sem a caneta eu não consigo trabalhar. Como tinha poucos pacientes, aproveitei para ir comprar um controle de ar condicionado, porque o nosso estava quebrado, aí fui comprar porque o estado não fornece. Foram três dias isolados, um eu abonei, o outro provavelmente foi o de hoje, que eu fui pegar o aparelho porque não tinha paciente para atender”, defende-se.

Punição
Lavínio Nilton Camarim, presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), afirma que, se comprovada infração por abandono de plantão, o médico pode ser punido.

“O Conselho Regional de Medicina é muito claro nisso. Ele é taxativo em orientar seus médicos para que, em regime de plantão, jamais abandone a não ser em situações especiais. Se realmente tiver infração médica, o médico poderá receber desde uma advertência até mesmo a suspensão ou cassação do exercício profissional.”

O secretário-adjunto da Secretaria de Saúde de São Paulo, Eduardo Ribeiro Adriano, diz que as atitudes são de exceção "e, como tal, devem ser punidas exemplarmente". Se houver a confirmação, os profissionais deverão ser demitidos.

“Mais do que isso, eles vão ter que devolver todo o recurso que receberam e foi objeto de não contrapartida de trabalho.”

Fonte: Por Daniela Golfieri, Wilson Gonçalves Jr., Carlos Dias e Fernanda Elnour, G1 Sorocaba e Jundiaí


NR: Enquanto isso, não se tem vagas para atendimentos médicos que pacientes esperam há meses/anos, doentes ficam nos corredores a espera de atendimento por horas intermináveis por falta de médicos e, o trabalhador é descontado todos os meses do seu salário o INSS para quando necessitar possa ter um atendimento médico público humanizado e respeitado, esse é o nosso Brasil.