domingo, 27 de janeiro de 2013

INCÊNDIO EM SANTA MARIA (RS) Segundo Bombeiros, 232 morrem em incêndio em Casa Noturna


Um incêndio de grande proporção atingiu a boate Kiss em Santa Maira, a 286km de Porto Alegre (RS), deixando 232 pessoas mortas, dentre eles 120 homens e 112 mulheres, além de mais de 100 feridos.

O fogo começou por volta das 2h deste domingo (27/01) quando mais de 1.000 pessoas entre elas, a maioria adolescentes, estavam se divertindo, um sinalizador utilizado no show da banda “Gurizada Fandangueira” soltou faíscas que teriam atingido o teto da boate e incendiado a espuma de isolamento acústico.

Segundo depoimentos esse tipo de show pirotécnico é proibido por lei em ambientes fechados. Esse foi o segundo incêndio mais mortal e a quinta maior tragédia da história do Brasil.

Bombeiros lutam incansavelmente para apagar as chamas
O delegado Sandro Luís Meinerz, titular da 3ª Delegacia de Polícia de Santa Maria, disse que, a princípio, as pessoas não morreram queimadas, mas asfixiadas pela fumaça por não terem conseguido sair do local. Os bombeiros tiveram que abrir um buraco na parede externa para auxiliar no salvamento.

“Elas entraram em pânico e acabaram pisoteando umas às outras. O principal fator (para as mortes) foi a asfixia. O isopor gera uma fumaça muito tóxica", afirmou também o comandante geral dos Bombeiros do Rio Grande do Sul, coronel Guido de Melo.

A boate Kiss tinha três saídas de emergência, mas, todas estavam fechadas, as pessoas tiveram que sair pela entrada (uma saída pequena para o numero de pessoas que estariam lá dentro), a principio os seguranças também teriam barrado a saída dessas pessoas segundo depoimentos dos sobreviventes, a boate ainda estava com o alvará de licenciamento irregular.

A Prefeitura de Santa Maria decretou luto oficial de 30 dias, e o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, decretou luto oficial de sete dias no Estado em homenagem às vítimas. "Estamos empenhados em dar apoio necessário para que tenhamos, inclusive, levantamento de provas de inquérito de alto nível, para que a gente possa esclarecer as causas deste evento", declarou.

Tarso Genro disse que esta é uma tragédia brutal. "É momento de compartilharmos a dor e a nossa solidariedade a todas as famílias. É um momento muito duro. Tem que ter competência e solidariedade para trabalhar bem".

Famílias choram a perda dos parentes e amigos
NJ.: “Realmente estamos vivendo num mundo onde não existe mais responsabilidades, humanidade e valor a vida alheia. Não temos mais segurança para nos divertir em qualquer local que seja (boates, parques de diversão, circos, estádios de futebol etc...), os responsáveis pelos eventos ou pelos locais, não se preocupam com a qualidade dos equipamentos, a documentação necessária e obrigatória, a segurança das pessoas que ali estarão, a capacitação dos profissional que estarão trabalhando.

Preocupam-se apenas em ter um público maior do que o compatível com o espaço, ganhar dinheiro, fazer fama. As autoridades competentes devem ser mais rígidas na liberação desses alvarás preocupando-se com a saúde, o bem estar e a segurança das pessoas que estarão ali com um único intuito, se divertirem e viverem alguns momentos de felicidade na esperança de poderem retornar para seus lares e poderem ver novamente suas famílias.

Chega de impunidades, de lágrimas, de dor. (Sueli Cano Maita)




Nenhum comentário:

Postar um comentário