terça-feira, 30 de abril de 2013

PRESOS DA CADEIA PUBLICA DE PILAR DO SUL SÃO TRANSFERIDOS PARA SOROCABA



Policiais Civil e Militar fazem os últimos acertos para iniciar a operação transferência


Na manhã desta terça-feira (30/04), foi realizada a transferência de 12 presos provisórios (que ainda aguardam julgamento) pelos artigos 213, 214 e 217 (estupro), da cadeia publica de Pilar do Sul para a Penitenciária 2 “Antonio de Souza Neto”, no bairro Aparecidinha em Sorocaba.
A operação foi realizada em conjunto com a Polícia Civil de Pilar do Sul que efetuou o transporte dos presos, e a Policia Militar de Pilar do Sul e de Votorantim que veio dar o apoio tático móvel. A transferência foi feita por volta das 09h40, onde os 12 presos foram levados primeiramente para o IML- Instituto Médico Legal para realização de exame físico, em seguida foram para a Penitenciária 2.



Momento da saída dos presos com apoio tático móvel de Votorantim e Pilar do Sul


Na cadeia pública de Pilar do Sul estão presos hoje estupradores, facção rival do PCC e quem não pagou pensão alimentícia. Na cadeia são recolhidos também presos pelos mesmos crimes, de 19 cidades vizinhas.

Após a transferência desses presos, a cadeia pública de Pilar do Sul ficou hoje (30/04) com 9 presos na ala criminal (facção rival do PCC) e 20 presos na ala civil (pensão alimentícia).

A intenção do Governador Geraldo Alckmin é acabar com as carceragens em delegacias, no estado de São Paulo, ficando somente com um polo regional. Na região de Sorocaba, provavelmente esse polo estará instalado na cidade de São Roque.

A cadeia pública de Pilar do Sul continuará abrigando presos pelos delitos de estupro, facção rival do PCC e pensão alimentícia nos finais de semana onde ficarão aguardando vagas para transferências em penitenciarias.

Geraldo Alckmin participa da desativação da cadeia pública de São Roque

No dia 3 de Abril, O Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin esteve na cadeia pública de São Roque, onde participou da desativação de uma das últimas cadeias ainda em funcionamento na região de Sorocaba. O governo estadual pretende zerar o número de homens presos em cadeias de todo o Estado de São Paulo até agosto deste ano. “É um grande ganho para a população, pois tira o preso do centro da cidade e melhora a eficiência da polícia, agora, só resta a cadeia de Pilar do Sul, com um número mínimo de presos, funcionando junto a uma delegacia”, destacou Alckmin.

Alckmin ainda informa que há a previsão de zerar também o número de presas mulheres em cadeias em todo o Estado até o meio do ano que vem. Isso será possível após o término da construção de penitenciárias femininas no Estado, como a de Votorantim, sendo que as obras estão planejadas para serem finalizadas em janeiro de 2014.

De acordo com o governador, esse plano do governo estadual acaba beneficiando a Polícia Civil, que conseguirá aprimorar os seus trabalhos de investigação e esclarecimento de crimes, por não precisar mais dispor de pessoal para tomar conta das cadeias, que funcionavam junto às delegacias. "Isso vai ajudar muito a Polícia Civil, para melhorar a essência do seu trabalho, de polícia investigativa e polícia judiciária. Isso é um grande ganho e um benefício à população, tirando o preso do Centro da cidade e melhorando os trabalhos da Polícia", considera.



Nenhum comentário:

Postar um comentário