domingo, 25 de agosto de 2013

Campanha “Remédio Mais Barato” volta a atender a população



A campanha “Remédio Mais Barato” volta a atender a população de Sorocaba neste final de semana. Na sexta-feira (23/08), o posto para recolher as assinaturas esteve novamente na praça Coronel Fernando Prestes, à partir das 9h. Já no sábado, o abaixo-assinado foi realizado no bairro Brigadeiro Tobias, na Praça Alberto Sarti, das 9h às 13h.

Com o objetivo de mobilizar a população e sensibilizar o governo do Estado, a campanha é uma iniciativa da Frente Parlamentar para Desoneração Tributária de Medicamentos, coordenada pela deputada estadual Maria Lúcia Amary (PSDB) na Assembleia Legislativa de São Paulo. Até o momento, a campanha “Remédio Mais Barato” coletou 1.655 assinaturas.

Para a deputada Maria Lúcia, a desoneração dos tributos sobre medicamentos se faz extremamente necessária para garantir o acesso real da população à saúde. "Garantindo a compra de medicamentos, haverá uma melhora na prevenção de doenças, o que implicará na diminuição dos gastos com internações", explicou.

Com início no último dia 15 de agosto, a previsão é de seguir com a campanha até o final do mês de novembro. Outras cidades da região também vão receber a barraca da campanha, inclusive a capital paulista. 

Impostos
De acordo com estudo publicado pelo Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo, a Sindusfarma, o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) é o tributo que mais pesa no preço do produto.  Sua alíquota é, em média, de 18%. No total, o valor que representa a quantidade de impostos sobre os medicamentos é de 33,9%. É a tributação mais alta do mundo. Isso atinge o consumidor final e a saúde de todos. Estudos mostram que 50% da população não têm condições financeiras de comprar remédios.

Fonte: Assessoria de Imprensa


Nenhum comentário:

Postar um comentário