segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Pilar do Sul, não tem ALBERGUE...

Moradores, Sue (Assistente Social), Miguel (encarregado do local)
A Secretaria de Desenvolvimento e Integração Social de Pilar do Sul implantou recentemente na Av. Papa João XXIII, onde estava localizado o antigo Bom Prato, um local para abrigar homens que estão passando por alguma dificuldade nas ruas, (desabrigo por abandono, ausência de residência, ou pessoas que estão em trânsito e sem condições de autosustento). Esse local é denominado de “Casa de Passagem” e não Albergue como muitos a chamam.

Significado de Albergue
"Os albergues, são meios de hospedagem de baixo-custo em comparação com os meios de hospedagem tradicionais (hotéis). A maioria das pessoas que frequentam os albergues são geralmente estudantes ou viajantes que querem um meio de hospedagem barato e apenas para passar as noites em um lugar confortável."

Significado de Casa de Passagem
Casa de Passagem tem um conceito mais humanizado, o local tem capacidade para atender homens/mulheres, com funcionamento 24 horas por dia e possibilidade de permanência entre três e seis meses.

A Casa de Passagem implantada em Pilar do Sul, dá atendimento somente a pessoas do sexo masculino, tem capacidade para atender até dez pessoas, onde os mesmos passam por uma triagem, assinam um Termo de Compromisso e Permanência e são informados sobre o Regimento Interno. Para que se permaneça na casa, os homens devem participar de atividades desenvolvidas onde são atendidos pela assistente social, psicóloga e advogada em parceria com o CREAS (Centro de Referencia de Assistência Social).

Durante a permanência na casa, eles são acompanhados para possível reinserção familiar, a maior parte está com os vínculos familiares rompidos por algum motivo, são efetuados também encaminhamentos quando necessário para tratamentos seja de saúde ou clinicas de recuperação.

A Casa de Passagem fornece jantar e café da manhã, banho e produtos de higiene, camas com lençóis e cobertores limpos, também recebem a colaboração de cabeleireiro com corte e barbas para os usuários da casa.

De acordo com a assistente social, 60% dos atendidos até o momento na Casa de Passagem, já retornaram ao seu anseio familiar, seja ele com contato e acompanhamento familiar ou com passagens de retorno a sua cidade de origem.

O tempo em que esta jornalista esteve presente registrando algumas das fotos, pude observar que os moradores que ali se encontravam estavam de banho tomado, o local limpo e arrumado, todos pareciam viver em harmonia. Para eles, o principal diferencial da casa é o apoio que recebem, a independência e a identificação como um ambiente familiar.

O envolvimento da sociedade também é bastante importante para o processo de socialização desses moradores. Esse trabalho humanitário precisa de colaborações que podem ser encaminhadas para o Fundo Social. Hoje a Casa de Passagem esta precisando de um guarda-roupa, um armário de cozinha, roupas, sapatos e toalhas de banho. Você empresário, você dona de casa pode ajudar. Vamos unidos fazer voltar essas pessoas ao convívio da família e da sociedade.

Cozinha (precisando de um armário)
Quarto (precisando de um guarda-roupa
Sala de estar e área de refeição



Nenhum comentário:

Postar um comentário