quinta-feira, 31 de outubro de 2013

O descaso de proprietários de animais de grande porte, continua oferecendo risco aos motoristas que circulam pelas rodovias




Trevo da Vila São Manoel

A alguns dias atrás, este blog noticiou dois acidentes graves envolvendo animais nas rodovias,  um deles ocorreu quando o veículo ambulância Doblo 1.8 placa DTQ 9580 de Pilar do Sul, da empresa Ron Transportes Emergências Médicas, que presta serviço à Santa Casa de Pilar do Sul, estava a caminho de Sorocaba pela Rodovia Francisco José Ayub (SP 264) próximo ao bairro Quintas de Pirapora, quando colidiu de frente com um boi de porte médio, deixando totalmente danificada a frente da ambulância.

Um dia após, outro acidente na mesma rodovia na altura do km 127 que vitimou um motociclista de 37 anos, enfermeiro, morador no Bairro Quintas de Pirapora, em Salto de Pirapora que dirigia sua moto CG 125, cor azul, placa DYO 2451 de Salto de Pirapora à noite, quando foi surpreendido por uma vaca na mesma pista. Sem conseguir desviar acabou se chocando com o animal, apesar de ter sido socorrido e levado ao Pronto-Socorro da Santa Casa de Salto de Pirapora, não resistiu e morreu.

A incidência de animais nas rodovias e estradas vicinais, segundo usuários que transitam por elas é muito grande e tem provocado acidentes que ferem gravemente ou matam motoristas e motociclistas, além de danos materiais aos veículos. “É preciso que os órgãos competentes façam campanhas de conscientização, fiscalizem e multem os proprietários, para diminuir os riscos para quem trafega pelas rodovias”, dizem os usuários.

O descaso parece tomar conta dos proprietários que residem próximos das rodovias Francisco José Ayub (SP 264), e José W.Mazzer, pois na data de hoje este blog recebe um depoimento da jornalista Geni Alves dos Santos conforme abaixo.

“Gado na rodovia
Depoimento – Geni Alves dos Santos (Jornalista)
Em menos de uma semana tenho observado, trafegando pela Rodovia José W. Mazzer, mais precisamente pelo trevo que dá acesso à Vila São Manoel e à Rodovia Nestor Fogaça, uma verdadeira boiada circulando pelos locais citados.

Isso aconteceu no dia 24 de outubro, às 06h45, quando passei pelo trevo em direção à Rodovia José W. Mazzer; liguei, nesse horário, para o vereador Luiz Antônio de Proença, comunicando o fato a ele, que ficou de ligar para o Departamento de Estradas de Rodagem (D.E.R.) e para o órgão municipal competente.

No mesmo dia estive na Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, relatando o fato novamente para o vereador e também para o engº. agrônomo” Roberto Tibiriçá, que informou já ter tomado conhecimento e contatado o proprietário do gado.

Hoje, dia 31 de outubro, quando passei pelo Trevo às 6h50, deparo-me novamente com a boiada, desta vez sendo conduzida por uma pessoa e um cachorro, vindo pela Rodovia Nestor Fogaça, atravessando o Trevo e adentrando uma propriedade.

Desta vez consegui fotografar com o celular registrando a insensatez do cidadão que conduzia o gado pelas rodovias, colocando em perigo, além dele mesmo, pedestres e motoristas que circulam pelo referido local. Lembro também que nas proximidades existe uma escola e que nesse horário, é grande a circulação de estudantes e trabalhadores nas rodovias e trevo citados.

Novamente fui à SEDRUMA, relatei o fato ao engº. Fábio Adriano dos Santos Mariano, com o supervisor do sistema de inspeção municipal José Antonio Carvalho e o veterinário Marcelo Augusto Caetano, que me orientaram a procurar a Vigilância Sanitária.
Estou encaminhando este depoimento ao Blog Repórter Pilar, com a foto”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário