quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Acidente no Jardim Campestre deixa moradores revoltados

Carro teve a frente totalmente danificada
Na tarde desta quinta-feira (28/11), um automóvel Palio, cor vermelho, bateu no muro de uma casa da Avenida José Rugine, nº. 780, em frente a torre de telefonia da Tim, no Jardim Campestre.

O carro dirigido por um morador do bairro do Pombal perdeu o controle, bateu com a lateral no muro e acabou chocando-se contra um posto tendo sua frente totalmente danificada.

Moradores informaram que estão revoltados com tamanho descaso com que aquele bairro vem sido tratado à muitos anos pois, a AVENIDA nunca recebeu tratamento adequado, o movimento por ali é intenso devido a passagem ser de fácil acesso para diversos bairros da área rural.

Os motoristas, principalmente caminhões, circulam em alta velocidade, é frequente acidentes acontecerem naquele local, carros capotam, animais são atropelados e mortos, mas, segundo um morador, ninguém chama a policia porque muitos dos acidentes são cometidos por menores no volante ou pessoas sem habilitação.

Uma moradora também disse que já fez vários ofícios à prefeitura nas administrações anteriores, onde solicitava a implantação de lombadas, porém até esta data nenhuma providência foi tomada.

Durante o tempo em que estivemos no local fotografando o veículo, deu para entender que a visibilidade de um condutor fica humanamente impossível.  Os veículos passavam numa velocidade e levanta-se uma nuvem de poeira impressionante. As donas de casa dizem que estender roupas nos varais é impossível, são obrigadas a estenderem dentro de casa se não quiserem lavar tudo novamente.

Outro morador disse que já levou até o vice-prefeito atual no local, mas continuam sofrendo com a poeira, crianças estão tendo problemas alérgicos, os moradores disseram que se alguma medida não for tomada, irão encaminhar um abaixo assinado ao Ministério Público.

Outros pontos interessantes que existem na cidade e que levam o nome de AVENIDA, mas, que na realidade são ruas sem nenhum tipo de asfalto, um deles é a Avenida Ivone Antunes de Campos, onde os moradores também reclamam pelo descaso e pela poeira que convivem à anos.

Um ano já se passou, a população deposita suas esperanças num novo ano que esta para nascer, muitos deles esperam que já nos primeiros meses de 2014, possam ver melhorias acontecendo numa cidade que parece estacionada, clamam por providências imediatas nas áreas da saúde, educação, divertimento aos jovens, esporte e lazer, melhorias nas estradas, ruas e avenidas que mais parecem crateras, rios quase não se consegue enxergar sua beleza tamanha a sujeita e o mato que ali existem.

parte da lateral que atingiu o muro
foto do muro da casa atingida

a visibilidade fica impossível devido a poeira que se levanta quando os veículos passam em alta velocidade







Nenhum comentário:

Postar um comentário