domingo, 27 de julho de 2014

”Esperava a janela arrombada, não a parede”, diz morador de casa furtada


O morador de Pilar do Sul (SP) que teve a casa furtada por um buraco feito na parede do quarto diz ainda não acreditar no modo pelo qual os criminosos agiram. Em entrevista à TV TEM, o comerciante Everton Floriano de Oliveira conta que entenderia a ação dos criminosos se eles agissem de outra forma: “Quando entrei vi que a parede estava quebrada e não tinha mais DVD, televisão, aí chamei a polícia. Com certeza me assustei, porque esperava uma porta ou uma janela ser arrombada, e não a parede.”
Morador conta ter se assustado com o buraco na parede (Foto: Reprodução/ TV TEM)
O crime aconteceu na tarde da última quinta-feira (24/07), no momento em que o morador estava fora. Oliveira vive há 4 meses na casa, que ainda não tem muros de proteção. Foram furtados uma televisão, um aparelho de DVD e um receptor de TV a cabo. Depois de acionada, a polícia encontrou em um terreno vizinho a barra de ferro utilizada pelo criminoso para quebrar a parede.
Todos os pertences levados foram encontrados na sexta-feira (25/07). Os aparelhos estavam dentro de um saco plástico em um matagal a 500 metros da residência. A Polícia Civil investiga o caso, e até o momento ninguém foi preso.

Como o buraco aberto não foi tapado até este sábado (26/07), o morador precisou deslocar um armário para evitar um novo furto.

Moradores de Pilar do Sul afirmam estar inseguros, já que esse foi a segunda invasão de residência em uma semana no município com pouco mais de 25 mil habitantes. Na última quarta-feira (24/07), três homens armados e encapuzados fizeram um casal refém no Bairro do Claro. Os assaltantes levaram uma lanterna e um torno mecânico avaliado em R$ 100.

No começo de junho houve um problema semelhante: na ocasião foram registrados cinco casos de furtos a residências a uma semana. Em uma casa, no Jardim Marajoara, criminosos levaram R$ 17 mil em joias e eletrônicos. Na época, a Polícia Civil explicou que todos os casos ocorreram de dia quando os locais estavam vazios.

Questionada sobre a sequência de crimes, a Polícia Militar informou que conta com um efetivo de 20 homens e duas viaturas que fazem o policiamento do município, e que as rondas nos locais com registros de ocorrência foram intensificadas.
Buraco foi feito pelo crimoso com uma barra de ferro (Foto: Arquivo Pessoal/ Everton Floriano de Oliveira)
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário