quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Homem é acusado de torturar dependentes químicos numa clínica entre Sorocaba e Salto de Pirapora


Um homem é acusado de torturar dependentes químicos internados em uma clínica de reabilitação, na divisa entre Sorocaba e Salto de Pirapora, a detenção aconteceu na segunda-feira pela manhã (26/01). 

Francisco Antônio Almeida, 41 anos, foi encontrado por volta das 11 horas, enquanto trabalhava em outra clínica, em Araçoiaba da Serra. Outras quatro pessoas, acusadas também de torturarem os internos, estão presas. 

As denúncias foram recebidas pela Polícia Civil de Salto de Pirapora, no dia 18 de agosto do ano passado, e relatavam que funcionários da clínica Recomeço, localizada no Jardim Itinga, maltratavam os internos. Como a unidade pertencia ao município de Sorocaba, o caso foi encaminhado ao 4º Distrito Policial. 

“Recebemos a denúncia de que na clínica, que atendia tanto homens como mulheres, existiam vários tipos de agressões. Uma delas era que, se os internos olhassem para qualquer mulher, seriam agredidos com chutes, chineladas e até socos. Ouvimos relatos de que os funcionários batiam neles até mesmo com pedaços de pau. Nossa equipe foi ao local para averiguar os fatos e encontrou cerca de dez vítimas”, afirmou o chefe dos investigadores do 4º DP, Fábio de Araújo. 

Na ocasião, os quatro detidos informaram que recebiam as ordens de tortura diretamente de Francisco, conforme o chefe dos investigadores, a clínica não tinha preparo para internação compulsória. 

Além disso, os usuários eram internados sem consentimento e permaneciam trancados em um quarto durante horas, recebendo comida pela janela. Também não tinham banheiro e faziam as necessidades fisiológicas em um pote. 

Depois da colheita dos dados, o delegado titular do 4º DP, André Maximiliano Moron Machado, instaurou inquérito para apurar o caso. No último dia 15, o juiz Jayme Walmer de Freitas, da 1ª Vara Criminal de Sorocaba, expediu mandado de prisão preventiva contra Francisco, que possuía oito possíveis endereços. Em nenhum deles, o acusado foi encontrado. 

Domingo (25/01), Francisco compareceu numa delegacia de Sorocaba para registrar boletim de ocorrência, pois havia sido ameaçado de despejo pelo proprietário do imóvel onde morava. 

Após o registro, a polícia conversou com o proprietário, que contou que Francisco estava trabalhando como funcionário em outra clínica de reabilitação, em Araçoiaba da Serra. Os investigadores foram ao local e prenderam o indiciado em flagrante. 

Durante as oitivas, o autor negou que mandava agredir os internos, mas confirmou que foi coordenador operacional e administrativo da clínica Recomeço. Francisco e os quatro funcionários detidos responderão aos crimes de tortura, cárcere privado, associação criminosa e sequestro. Ele foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba; os outros acusados, para presídios da região. 

Reproduzida do Site Diário de Sorocaba


Nenhum comentário:

Postar um comentário