quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Mulher é condenada em SP a 12 anos de prisão por morte de cães e gatos

A Justiça de São Paulo condenou uma mulher por maus-tratos e morte de animais. O caso aconteceu em janeiro de 2012, na Zona Sul de São Paulo. A juíza Patrícia Álvares Cruz, da 9ª Vara Criminal, condenou Dalva Lina da Silva a 12 anos e seis meses de prisão pelos crimes contra 37 animais. A decisão cabe recurso.

Segundo a denúncia, Dalva era conhecida por receber, abrigar e encaminhar para doação cães e gatos abandonados. Entidades de proteção, no entanto, passaram a desconfiar da rapidez com que ela conseguia encontrar lares adotivos para os animais. Um detetive particular foi contratado para espioná-la e, durante a campana, viu a mulher depositar sacos de lixo grandes em frente à casa da vizinha. Ao abri-los, encontrou 33 gatos e quatro cães mortos.

O advogado de Dalva considerou a condenação injusta e disse que vai recorrer imediatamente da decisão.

Esta é a primeira vez no Brasil que uma pessoa irá presa por maus-tratos e morte de animais. Em casos anteriores, semelhantes a esse, as penas aplicadas foram mais leves, como prestação de serviços comunitários e multas.

Fonte: Do G1 São Paulo


Nenhum comentário:

Postar um comentário