segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

ALERTA A POPULAÇÃO DE PILAR DO SUL


ASSOCIAÇÃO PROTETORA DOS ANIMAIS ‘ANJOS SEM ASAS’ APAASA
CNPJ 07.967.766/0001-99

O presidente da Apaasa – Associação Protetora dos Animais “Anjos Sem Asas” de Pilar do Sul, Tiago Gonçalves Ferreira, vem a público esclarecer que:

“Nossa associação, não autoriza ninguém a falar em nome dela, pedir doações ou qualquer tipo de ajuda, exceto eu Tiago Gonçalves Ferreira, Sueli Ramos ou Sueli Cano Maita que são membros da diretoria dessa associação”.

Este alerta esta sendo feito porque, recebemos denuncias de que estão usando o nome de uma associação séria que vem desde o ano de 2006, lutando incansavelmente em prol dos animais abandonado e mau tratados em nossa cidade, de maneira honesta e transparente. Quando temos necessidades, pedimos ajuda nas redes sociais expondo claramente o problema e, sempre fomos muito bem atendidos pela população que conhece nosso trabalho e nossa dedicação.

A Apaasa espera poder continuar cada vez mais, recebendo o apoio e sendo respeitada por todos, pois, os membros voluntários que compõem essa associação, são pessoas que lutam incansavelmente e, muitas vezes acabam sendo explorados pois, algumas pessoas confundem o fato de existir uma associação e acharem que, somos responsáveis por todos os problemas que acontecem no município mas que, na verdade é obrigação exclusiva do poder público, a associação existe para unir forças com o poder público e para fiscalizar seu trabalho junto aos cuidados com os animais recolhidos no canil municipal, assim como, realizar feiras de doações em parceria com a prefeitura municipal.

“Somos pessoas comuns, temos famílias, animais e compromissos particulares para atendermos como qualquer outra pessoa, mas, até o ano passado (2015), não tivemos o direito de ter um final de semana em paz, uma noite tranquila ou uma comemoração em família, por isso à partir deste ano estaremos adotando novas regras e, pedimos a compreensão de todos. As obrigações tem que ser cumpridas tanto pelo setor público, como pela associação, mas, isso não acontecia e, dessa forma, acarretando muito desgaste físico e emocional aos membros da associação”, finaliza o presidente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário