domingo, 17 de janeiro de 2016

CAVALO VEM Á ÓBITO POR MAUS TRATOS E ABANDONO NA LAVRINHA


Primeiros socorros no sábado (16/01) quando o animal estava caído totalmente fraco
Agentes da vigilância sanitária e policiais militares receberam denuncia na tarde de ontem (16/01), de que, um cavalo estava caído no Bairro Lavrinha, zona rural de Pilar do Sul muito debilitado.

Ao chegarem ao local juntamente com a veterinária Dra.Vanessa, foi verificado que o estado do animal era muito grave, estava totalmente desnutrido e magro, não se agüentava em pé.

Foi preciso a colaboração de várias pessoas e ser improvisado uma estaca para que o animal ficasse em pé para receber os primeiros socorros feitos pela profissional.

O proprietário não só desse animal como de outros cavalos que se encontravam na propriedade e que também estão em estado deplorável, não foi encontrado, pois havia ido pescar.

O cavalo ficou sob a guarda de outra pessoa, mas, infelizmente quando foram verificar como estava o animal nesta manhã de domingo (17/01), o mesmo estava morto.



 O animal esta com várias marcas pelo corpo, seu coro estava se desfazendo, seus olhos machucado

Em visita à residência foi constatado vários animais (porco, ganço, galinha, pombo, égua, potrinho, cachorros, ovelhas), os de grande porte também estavam magros e desnutridos, o proprietário disse que havia comprado o animal que veio à óbito porque estava muito mau tratado com o antigo dono, e que, estava fazendo de tudo para reabilitá-lo, mas que a situação estava difícil. A representante da Associação Protetora dos Animais “Anjos sem Asas”, inclusive orientou o cidadão de que: “se não tem condições que não fique pegando ou comprando mais animais, afinal, são vidas e merecem ser tratadas com dignidade e responsabilidade”.


A vigilância sanitária estará abrindo ocorrência e registrando BO na delegacia e o proprietário estará respondendo JUDICIALMENTE por maus tratos e abandono, conforme Lei nº. 9605/98 e arcará com todas à custa de tratamento e socorro.

Em depoimento na manhã de hoje, algumas pessoas que presenciaram o acontecimento disseram que, esse não é o único caso de maus tratos e abandono “trazem animais de outros estados que viajam por vários dias sem descanso, água ou alimentação, os animais vem em um caminhão abarrotado, não conseguem nem dar um passo de tão apertados que vem, quando chegam aqui em Pilar, os animais não se agüentam em pé, estão magros, desnutridos e doentes, vivem soltos pelas rodovias correndo risco de serem atropelados ou causarem algum acidente grave”, desabafa um munícipe.

Cabe agora, a fiscalização por parte da Policia Militar e do setor de Zoonózes da Prefeitura, verificar o procedimento da denuncia de transporte inadequado desses animais, e autuares ou mesmo, mandarem para a cadeia as pessoas responsáveis.

A vigilância sanitária também estará nos próximos dias, fazendo outras verificações de maus tratos a animais que esta se tornando uma constante em nossa cidade.

A associação protetora agradece o apoio e colaboração recebidos através dos policiais militares Soldado Márcio Luciano e Soldado Gonçalves que acompanharam os agentes de zoonóses Maira e Rubison e a Dra.Vanessa que também agradecemos, na tarde de ontem (16/01), agradecem também as providencias tomadas pelo Sr. secretário de Saúde Dalton, o vice-prefeito Angelo Paiotti e ao motorista da máquina que mesmo estando em seu dia de descanso, providenciaram o enterro do animal.
Funcionário da prefeitura, mesmo estando em seu dia de folga se deslocou para realizar o enterro do pobre animal

Nenhum comentário:

Postar um comentário