terça-feira, 19 de janeiro de 2016

População reclama que o Município de Pilar do Sul está abandonado pelo poder público




Terrenos sujos e com mato alto facilitam a proliferação de caramujos africanos invadindo residências
Ruas sem placas de identificação, terrenos da prefeitura e de particulares tomados pelo mato, sem calçadas, ou quando têm calçadas o mato, buracos ou materiais de construção e lixo que existem nelas dificultam e impedem a passagem de pedestres.

Esta é a situação encontrada em todos os bairros visitados pelas jornalistas Sueli Cano Maita e Geni Alves dos Santos, em atendimento às reclamações recebidas dos munícipes.

Nos lotes particulares ou da prefeitura tomados por denso matagal, proliferam caramujos africanos que andam pelas ruas e até, chegam a entrar dentro dos quintas das residências, bichos peçonhentos e o mais grave, recipientes que acumulam água e se transformam em criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da febre Chikungunya e do vírus Zyca, que tanto a vigilância sanitária vem combatendo com faixas e campanhas para que a população tome os devidos cuidados com a doença.

Os munícipes disseram às jornalistas que a cidade está abandonada pelo poder público.

As jornalistas procuraram o setor de Fiscalização e foram informadas que os fiscais estão notificando proprietários para fazerem a limpeza dos lotes, recolhimento de materiais de construção e a realização das calçadas em frente às suas residências.

Quanto aos terrenos da prefeitura, a limpeza e manutenção já estão sendo realizadas pelo setor do Meio Ambiente da Casa da Agricultura, segundo informações do encarregado.

As jornalistas também receberam uma denuncia, de que em baixo da ponte que liga os bairros Jardim Ayub e Jardim Pinheiro, esta caindo uma rede de esgoto no córrego do Araujo, nas fotos da para se notar a água cristalina que vem até em baixo da ponte, pouco mais adiante onde começa a cair o esgoto a água já se torna escura, os moradores próximos ao local, reclamaram do forte odor que são obrigados a respirarem durante 24 horas.

Materiais de construção e restos de obras, ocupam espaços de pedestres


Terrenos particulares e calçadas com mato 







Lotes da prefeitura com mato alto e caminho da rodovia para o Bairro Jardim Sol Nascente oferecendo risco e servindo de esconderijo para ladrões de residências.






No Córrego do Araujo, em baixo da ponte que liga os Bairros Jardim Ayub e Jardim Pinheiro, esta sendo depositado um esgoto à céu aberto poluindo a água límpida e causando mau cheiro



A Placa de proibição a motos pela ponte esta danificada e não existe o respeito 










Um comentário:

  1. com funcionários saindo do serviço as 3 horas vai ficar tudo do jeito que esta precisa trabalhar mais ,quem paga eles somos nós .

    ResponderExcluir