quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

População reclama do estado deplorável que se encontra sua cidade

Avenida José Rugine (liga Bairro do Campestre ao Cemitério Jardim das Acácias)

A população de Pilar do Sul, muito vem reclamando nos últimos anos, da situação precária em que se encontra nossa cidade.

Reclamam da qualidade da água (escura), dos terrenos com mato alto levando animais peçonhentos para dentro de suas residências (ratos, baratas, aranhas, caramujos, sapos e escorpiões), das calçadas sem fazer que acabam deixando em risco a vida dos pedestres, os buracos que existem em todas as ruas (centrais e periféricas) causando danos materiais aos veículos, estradas rurais em péssima situação de trafego, semáforos quebrado a dias oferecendo risco aos motoristas em avenida principal, falta de materiais de limpeza nas repartições públicas, canil municipal, máquinas quebradas, etc... etc... e etc...

Realmente, tudo isso existe, e é de direito do cidadão reclamar, mas... os meios de comunicação não podem deixar também de relatar fatos graves que são praticados pela própria população e que, acabam colaborando para que muitos desses problemas que, são de responsabilidade do poder público, se agravem ainda mais.

Este blog e “O Jornal”, já divulgaram várias matérias sobre o descaso com que alguns populares acabam tendo com o meio ambiente e com o espaço que vive, deixando entulhos, móveis velhos, materiais de construção em cima das calçadas e utensílios domésticos espalhados por toda a cidade. Não se tem uma rua sequer praticamente que não exista esse tipo de material exposto.

Nesta quarta-feira (04/02) esta jornalista e a jornalista Geni receberam uma denuncia de que um veículo havia depositado restos de móveis (sofá e guarda-roupa) na estrada Av. José Rugine (que sai do Campestre e vai até o Cemitério Jardim das Acácias). Quando chegamos ao local ficamos surpresas mais uma vez ao ver o tamanho do descaso, além dos produtos citados também estavam espalhadas várias peças de roupas em excelente estado de conservação conforme podem ser visto pelas fotos abaixo.

As pessoas devem sim gritar pelos seus direitos, afinal pagam seus impostos, depositam sua confiança nos políticos na hora do voto, reclamam quando são prejudicados com enchentes, falta de remédios, falta de médicos, aumento nas tarifas de água, luz, comunicação, mas.... também devem ter a consciência de sua parcela na destruição da sua cidade, na péssima qualidade de vida, na miséria do seu irmão pois, aquelas peças de roupas ali descartadas poderiam muito bem estar cobrindo um corpo necessitado.


Vale a pena cada um fazer sua reflexão, e saber o quanto esta ajudando a manter sua cidade e seus vizinhos em harmonia. Vamos cobrar sim, mas vamos fazer também nossa lição de casa, a prefeitura vai ao local, limpa, e em menos de uma semana, algumas pessoas novamente voltam e depositam as mesmas sujeiras, fica um alerta a quem gostaria de viver numa cidade limpa ANOTE A PLACA DO VEÍCULO, DENUNCIE O NOME DA PESSOA QUE ESTA FAZENDO ESSE TIPO DE IRRESPONSABILIDADE AO SETOR DE FISCALIZAÇÃO.






Nenhum comentário:

Postar um comentário