sexta-feira, 8 de julho de 2016

Assaltos em estabelecimentos de Pilar do Sul preocupam comerciantes



Policias Civil e Militar sempre em defesa da segurança dos
munícipes de Pilar do Sul
Comerciantes de Pilar do Sul (SP) afirmam que estão assustados com os assaltos registrados nos primeiros seis meses do ano pelo município. Foram registrados 17 casos de roubo até o mês de maio, segundo a Secretaria de Segurança Pública ninguém foi preso.

O gerente de um supermercado, que preferiu não se identificar, conta que foi vítima de assalto. Segundo ele, ladrões encapuzados e armados com revólver entraram em seu estabelecimento comercial, pegaram o dinheiro que estava no caixa e saíram do local em menos de dois minutos.

“Para mim foi um susto, porque foi a primeira vez que eu passei por essa situação e a gente não espera. De repente, os clientes começaram a gritar. Ninguém ficou machucado e ninguém foi agredido. Só nosso segurança que levou uns empurrões e uns chutes. Mas, graças a Deus, não tiraram a vida de ninguém”, diz.

De acordo com a polícia, os criminosos roubaram o carro de um pedreiro, que trabalhava em uma obra, para poderem assaltar o mercado. "Dois homens encapuzados e armados chegaram e renderam um ajudante meu que estava trabalhando do lado de fora da casa onde estávamos. Logo já pediram as chaves dos dois carros e depois revistaram para ver se havia celular e carteira no interior. Eles deixaram a gente em um cômodo fechado e fugiram com o carro”, relata o pedreiro.

Para o pedreiro, a realidade em Pilar do Sul lembra a de São Paulo. “Minha sensação era de tranquilidade, mas depois desses acontecimentos me sinto como se estivesse morando em São Paulo. Tem que tomar cuidado em qualquer lugar. Não dá para ficar andando com o celular, o carro tem que estar sempre fechado e não dá para ficar em um lugar muito isolado. Como a gente pensava que era um lugar tranquilo, agora passou a ser um lugar deserto”, comenta.

Mais crimes
Na última semana de junho, uma quadrilha invadiu e roubou uma agência bancária na área central do município. Conforme a PM, só em 2016, outras duas explosões a caixas eletrônicos foram registradas.

Para uma comerciante, que não quis ser identificada, o grande problema é a falta de policiamento. "O que precisa mesmo é ter mais policiais na cidade, porque o que a gente tem não é suficiente. Já fui assaltada e tenho medo de fazerem algo comigo. Quando entraram aqui, eles chegaram do nada e falaram que era um assalto”, completa.

Fonte: Dados colhidos do G1 Itapetinga e Região

Nota da Redação: A Polícia Militar disse que quando há ocorrências mais graves, eles também pedem apoio para a Polícia Militar de Votorantim. Em conversa com investigadores da Policia Civil de Pilar do Sul, ficamos sabendo que, o numero de ocorrências para serem investigadas aumentou muito nos últimos meses, embora todos estejam se empenhando para realizar um serviço com qualidade e competência, esta muito difícil, pois o efetivo não esta sendo suficiente. “Seriam necessários que aumentassem o numero dos investigadores para que a população ficasse mais satisfeita e se sentissem mais seguros”, completa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário