quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Asfalto da área central de Pilar do Sul recebe recapeamento e causa descontentamento aos comerciantes


Na véspera do dia 14 de dezembro, terça-feira, foi enviado para um grupo da rede social, uma nota informando que, as ruas da área central de Pilar do Sul (SP) estariam sendo interditadas; caminhões da prefeitura aguçam a curiosidade do povo: qual o motivo?

Este blog recebeu na manhã desta terça-feira uma ligação informando desse acontecimento, imediatamente entrando em contato com uma funcionária da prefeitura, foi então que soube que realmente procedia a informação dessa interdição e foi passada a tal nota para conhecimento desta jornalista.

A interdição se deve ao início das obras de recapeamento do asfalto da área central, que envolverá serviços de preparação de pavimento e tapa buracos, (um total de 18,481m2), com a equipe da prefeitura e a camada de recape será executada pela empresa Obragen, vencedora do processo licitatório.

Os trechos a serem executados os reparos serão das ruas Cel. Moraes Cunha, José Braga Sobrinho, Santo Antonio, Cel. Batista, Tenente Almeida, Cinco de Novembro, Elias Valio. O valor total da obra é de R$ 436.829,79. Para realizar a obra, foi firmado um convênio com o governo federal no valor de R$ 394.200,00 através do Ministério das Cidades.

A Prefeitura orienta os motoristas, moradores e comerciantes que as ruas serão fechadas conforme sua execução, obedecendo a estratégia dos técnicos engenheiros. O ponto de início será a Rua Santo Antonio, esquina com o Fórum, desce até a prefeitura sentido Cinco de Novembro até a esquina do Banco do Brasil. O contorno total da praça dependerá do acerto da esquina da Rua Elias Válio com a Rua Cel. Batista, que será feito pela prefeitura. O Segundo ponto terá início na Rua Cel. Moraes Cunha, em frente ao Odilon e descerá até a esquina com a Rua Dom Lúcio Antunes de Souza e o terceiro ponto será na Rua José Braga Sobrinho começando na Rua Caetano Jovino até a Rua Dom Lucio Antunes de Souza.

Porém, os comerciantes ficaram muito descontentes, pois o comércio já estava parado demais há meses; com a chegado do natal é que começavam a notar uma ligeira melhoria nas vendas. Também foram informados que essa interdição seria somente até as 12hs, em seguida o trânsito estaria liberado na área central, o que não ocorreu. Já passava das 11hs e nem um serviço tinha sido iniciado; segundo informações, a máquina atrasou na chegada. “Por que não realizaram esse serviço no domingo? Por que recapear a área central quando existem centenas de ruas com verdadeiras crateras espalhadas pelos bairros?”, desabafou um munícipe revoltado que se incomodou por ter que deixar seu veículo ruas abaixo do centro e ter que subir ladeira, tendo problemas de saúde.

E, ainda, a prefeitura pede desculpa pelos transtornos, mas que será feito o possível para minimizar o impacto ao comércio e ao trânsito. Serão evitadas as obras na área da praça central na semana que antecede o natal. 









Nenhum comentário:

Postar um comentário