quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Agência do Banco do Brasil é alvo de reclamações dos usuários

Agência após assalto no dia 01/04/2016
Clientes e usuários da agência do Banco do Brasil em Pilar do Sul (SP) reiteradas vezes têm contatado “O Jornal” para reclamar da dificuldade em utilizar, satisfatoriamente, os serviços do banco. Ainda que sabedores dos assaltos sofridos pela agência (um em 26 de novembro de 2015 e outro em primeiro de abril de 2016) solicitaram a este veículo de comunicação matéria esclarecendo o porquê da demora em normalizar o atendimento, lembrando há quase um ano convivem com a precariedade dos serviços prestados pelo banco.

Outro fator de intranquilidade para as pessoas que utilizam os serviços de caixas eletrônicos nos finais de semana é o aumento de pessoas que têm seus cartões trocados, sofrendo retiradas de suas contas, por indivíduos que se prontificam a ajudar em alguma dificuldade para usar os caixas e que acabam subtraindo-lhes o cartão e as lesando. Essas ações acontecem quase todos os finais de semana, segundo os usuários.

Em 19 de janeiro de 2017 “O Jornal” enviou pedido de esclarecimento ao Gerente Geral da Agência de Pilar do Sul, Paulo Gonçalves da Silva. O gerente encaminhou o pedido à Assessoria de Imprensa Regional que, em nota enviada por e-mail ao “O Jornal” dia 26 de janeiro de 2017, lamenta os transtornos causados pelos sinistros sofridos pelo BB e informa que a recuperação das instalações da agência está em andamento, com previsão de término no final de março/2017.

A nota destaca que o Banco do Brasil busca oferecer o melhor atendimento aos clientes, através de canais de atendimentos como correspondentes bancários, central telefônica, móbile banking (celular) e internet.

Quanto frequentes fraudes nos finais de semana (troca de cartões) a Assessoria de Imprensa Regional reitera que o BB (Banco do Brasil) reforça seu compromisso em orientar os usuários dos caixas eletrônicos por meio de avisos em todos os terminais para não aceitarem auxílio de estranhos, redobrando o cuidado na proteção das senhas. Informa, ainda, que o banco colabora com as investigações policiais no intuito de coibir e reduzir ações criminosas, visando a proteção da sociedade.


Fonte: “O Jornal” 

Nenhum comentário:

Postar um comentário