quinta-feira, 23 de março de 2017

Moradores reclamam “cobrança de iluminação pública onde não existe?”



Moradores da Avenida Ivone Antunes de Campos, no Bairro Centro, em Pilar do Sul, já não estão aguentando mais tamanho descaso do poder público.

Como se não bastasse a “avenida” ter sido há pouco tempo asfaltada apenas um pequeno pedaço, o mato do Córrego do Peixinho e dos terrenos que beiram a “famosa avenida” estão levando para dentro das residências, animais peçonhentos como: escorpiões, baratas, ratos, aranhas, cobras e caramujos venenosos, os moradores também são cobrados nas contas de energia elétrica a taxa de “Iluminação Pública”.

Muitos devem estar pensando: ”mas isso é obrigação de todos?”. Seria se não fosse o fato de que, na Avenida Ivone Antunes de Campos que tem inicio na Rua Dom Lucio Antunes de Souza e termina na Rua Major Euzébio de Moraes Cunha, não existe sequer uma lâmpada para iluminar a referida avenida.

Muitas matérias já foram feitas a respeito de todos os problemas existentes nessa avenida e até hoje, entra governo, sai governo e nenhuma providência foi tomada, “será que nós moradores não merecemos atenção do poder público? não pagamos nossos impostos como todos? já tivemos perdas de móveis, alimentos, roupas com enchentes que passamos pela falta de limpeza do córrego do peixinho, nas chuvas fortes de inicio de anos passados, quando será que teremos um prefeito que estará disposto a olhar pelo menos um pouco para nossa rua?”, desabafa um morador revoltado pelo abandono que vivem ali há muitos anos.

Novamente mostramos nas fotos o estado de abandono e perigo que realmente esta o local e o que se espera, é que alguma atitude seja tomada e com urgência.


Além do mato, restos de construção e lixo tomam conta do Córrego do Peixinho

Parte do Córrego do Peixinho que foi limpa no mês de Janeiro
(só da Rua Dom Lúcio Antunes de Souza até a Rua Tenente Almeida)
Da Rua Tenente Almeida até a Rua Major Euzébio de Moraes Cunha continua abandonado sem limpeza
Alunos da Escola Anglo são obrigados a andarem no meio da rua, para não caírem em buraco existente na calçada



Nenhum comentário:

Postar um comentário