domingo, 19 de março de 2017

Vandalismo continua sem punição em Pilar do Sul

placa e busto do Presbítero Jovino
“Entra governo sai governo e nada se faz para combater o vandalismo, a destruição do patrimônio público e de locais sagrados em Pilar do Sul”. Esse é o desabafo de uma das moradoras que se diz indignada com o descaso do poder público há anos.

Em um pequeno giro pudemos observar que, não só as estatuas de homenageados, placas sem a devida manutenção pública de limpeza que mau se dá para ler o que esta gravada nela, mas, também, os locais onde hoje os munícipes prestam homenagem a seus entes queridos, estão sendo destruídos e pichados, além de não ter um funcionário público para manter o local seguro e limpo.

No Cemitério Municipal São João Batista, no centro de Pilar do Sul, o que se vê são túmulos pichados, cruzes quebradas e roubos de peças de bronze. No local existem dois funcionários que se reversam e que exercem a função de ajudante geral/coveiro, durante os 365 dias do ano, mas, o vandalismo e o uso de drogas e pratica de sexo tomou conta do local e os familiares dizem que não tem mais segurança no local para poder fazer uma prece e prestar homenagem aos entes queridos.

Já no Cemitério Municipal Jardim das Acácias que fica no Bairro Guaçuzal, a coisa é ainda mais precária. Ali, não existe um funcionário (exceto em dias de sepultamentos), o mato toma conta dos túmulos, vasos de flores ali ficam acumulando água e correndo-se o risco de criadouros do mosquito da dengue. Depois de muito se reclamar, há alguns anos atrás, foi colocado um tanque com torneira, construído dois banheiros (masculino e feminino) e um quartinho para se guardar ferramentas, porém... de nada resolveu, pois os banheiros ficavam trancados até que, provavelmente alguém necessitado e vendo o absurdo da situação acabou arrombando e destruindo uma das portas, os vidros foram quebrados. Ali também virou ponto de trabalho de macumbas com animais de grande porte (cães e bode), bem na entrada do campo sagrado, pratica de sexo e usuários de drogas. Não existe segurança para os visitantes.

A população quer e precisa saber:
- até quando esse descaso e essa falta de punição vão continuar?
- porque se prestam homenagens à pessoas que fizeram alguma coisa em prol da cidade mas depois são esquecidas e seus bustos abandonados pelos quatro cantos?
- quando a família vai poder entrar em um cemitério e ter a paz que tanto se espera do local, para poder ali permanecer por algum tempo conversando com um filho, um pai, uma mãe, um amigo querido que já se foi?
Cemitério Municipal Jardim das Acácias - Guaçuzal
Cemitério Municipal São João Batista - Centro
Aqui neste blog fica o espaço disponível ao setor público competente para dar esses esclarecimentos aos que, mais uma vez depositaram seus votos de confiança na ultima eleição e esperam no mínimo “respeito”.



Nenhum comentário:

Postar um comentário