quinta-feira, 15 de junho de 2017

Comentários em Rede Social: munícipes se manifestam contra criação de nova secretaria em Pilar do Sul


Nos últimos dois dias (segunda e terça), circulou na rede social comunicado de que seria lido na sessão da Câmara Municipal de Pilar do Sul de terça-feira (13/06), um projeto de lei que foi enviado pelo prefeito Antonio José Pereira criando uma nova secretaria: a Secretaria de Trânsito, Transporte e Segurança Comunitária, que estaria gerando à folha de pagamento uma despesas de mais de R$ 6.000/mensal.

A indignação das pessoas foi tanta devido às dificuldades que o setor público vem enfrentando desde o início da nova administração (01/01) alegando falta de dinheiro para tudo, que as opiniões ali postadas (talvez) fizeram com que o prefeito refletisse melhor e, através de oficio encaminhado à Casa de Leis, solicitou a retirada do referido projeto por ele encaminhado.

Nas postagens da rede social fazia-se o convite para que todos fossem à Câmara para mostrarem sua indignação, mas logo em seguida outra postagem dizia sobre a retirada do projeto: na sessão havia apenas 8 pessoas no início e quase no término o total de 14 pessoas. “É uma pena que as pessoas querem exigir seus direitos e reclamar quando algo lhes desagrada, mas, na hora de mostrarem sua presença forte e firme, simplesmente se omitem”, declarou uma das pessoas presentes no local decepcionada com a falta de presença dos que muito criticaram na rede social e não marcaram presença.

Três vereadores em respeito aos presentes, usaram a tribuna para darem sua opinião sobre o ocorrido (entrada e saída do projeto).

Clayton Álvaro Machado: “Houve um grande envolvimento da população, uma coerência do prefeito a respeito do projeto que foi retirado, a gente entende a necessidade do desmembramento atual, mas também entendemos a crise financeira que nosso país passa e nosso município também, não estamos aqui para analisar politicamente os projetos, mas projeto de interesse publico e que vão beneficiar a população, eu como vereador e representante do PSDB não quero analisar projetos políticos, não sou politiqueiro, quero ser o primeiro a analisar projetos que vá de interesse a população, estou aqui para defender a população que confiou seu voto em mim”;

Luiz Antonio Brisola: “Quero parabenizar as pessoas que, através dos meios de comunicações da pra valorizar mais e saber que o município pertence a todos nós, não é do prefeito nem dos vereadores, e como se trata de um projeto que é politico, sabendo das dificuldades que o nosso município se encontra com coisas muito importantes e faltando isso, faltando aquilo, naturalmente esse projeto não veio em boa hora, agradeço imensamente o apoio das pessoas, amigos de Sorocaba ligando pra mim e querendo saber, isso é a opinião pública, é um manifesto e a cidade não vai parar sem esse projeto, com certeza tem pessoas, funcionários públicos que podem ocupar esse cargo ou então chamem pelo concurso público não precisa nem passar por nós, e outra coisa, é importante saber que a luta das pessoas nos fortalece também e a prefeitura é uma empresa e essa empresa pertence a todos nós, é a população que paga seus impostos, que mantem os salários dos vereadores, dos funcionários, do prefeito que são muito bem pagos, por isso temos que trabalhar com respeito ao contribuinte que colabora com nossa cidade, afinal de contas nós pagamentos impostos demais”;

Luiz Antonio de Proença: “Com relação ao projeto anteriormente apresentado nesta casa, ele (prefeito) ouviu aos anseios da população e retirou o projeto, isso demonstra a sua afeição com a opinião pública”.

Após os trabalhos terem todos sido concluídos e não havendo mais nada para a pauta, a sessão foi encerrada pela presidente da Câmara Karla Pagianotto.







Nenhum comentário:

Postar um comentário