sexta-feira, 28 de julho de 2017

Homem é multado em R$ 5 mil após matar arara-vermelha com esfera de aço e estilingue

Arara-vermelha foi morta com esfera de aço e estilingue em Teodoro Sampaio (Foto: Polícia Militar Ambiental/Cedida)

Um homem de 47 anos recebeu uma multa de R$ 5 mil e responderá por crime ambiental após matar uma arara-vermelha, nesta quarta-feira (26), em Teodoro Sampaio. De acordo com a Polícia Militar Ambiental, o indivíduo abateu a ave com o uso de uma esfera de aço e um estilingue. A espécie é ameaçada de extinção.

Conforme a polícia, o homem, morador no Bairro Estação, estava em sua casa quando avistou a arara se alimentando dos frutos de uma árvore da espécie sete-copas. Ele acertou a ave com a esfera de aço e com o auxílio do estilingue e, em seguida, a levou para sua casa.

Os policiais foram acionados, através de denúncia, e, ao chegarem à residência, surpreenderam o morador, que começava a depenar a arara em uma carriola. Ele alegou aos militares que usaria as penas para fazer um quadro e, posteriormente, jogaria a carcaça da ave no mato, segundo a corporação.

O caso foi registrado na Delegacia da Polícia Civil, em Teodoro Sampaio, onde o homem foi multado, ouvido e, em seguida, liberado para responder ao crime em liberdade.

Ainda de acordo com a Polícia Militar Ambiental, a área urbana da cidade tem uma grande incidência desse tipo de ave, devido à proximidade do Parque Estadual do Morro do Diabo, que preserva uma das últimas áreas de floresta de planalto do país.

A unidade é uma das áreas núcleos da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Brasileira.

Fonte: Por G1 Presidente Prudente


NR: Esse tipo de procedimento deveria ser usado por todos, afinal, existem pessoas do mau que só conseguem aprender pelos seus atos errôneos, se for aplicado multas severas, tanto financeiramente como fisicamente (serviço comunitário). Aqui em Pilar do Sul, existem casos gravíssimos de maus tratos a animais e que, infelizmente, ainda não se criou um projeto de lei que puna com rigor e que, o resultado dessa punição (financeiro) seja destinado exclusivamente, ao Centro de Zoonoses/Canil Municipal, para que seja utilizado na ampliação do local, compra de equipamentos necessários (veículo próprio, gaiolas de transporte, medicação, etc). Hoje a Vigilância Sanitária só pode autuar, abrir Boletim de Ocorrência e recolher o animal, ficando de mãos atadas para um procedimento mais severo e necessário, porque, algumas pessoas, só entendem sua responsabilidade se for prejudicado financeiramente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário