segunda-feira, 24 de julho de 2017

Motoristas reclamam do trânsito e pedestres pedem mais segurança


Motoristas reclamam que a Secretaria de Segurança e Trânsito em conjunto com o setor de trânsito da prefeitura, deveria dar mais atenção aos problemas com o trânsito em Pilar do Sul conforme relatos abaixo:

1-    Quem desce a Rua Gabriel Batista de Proença e deseja entrar à esquerda na Rua Don Lucio Antunes de Souza, precisa ter visão da direita para verificar se vem ou não veículo. Ali existem arbustos e uma placa comercial que tira totalmente a visão dos motoristas. Para poder ter visão os motoristas precisam ficar com a frente do veículo quase no meio da pista podendo ocasionar um acidente;


2-    Outro ponto perigoso e que já ocasionou vários acidentes, é na Av. Papa João XXIII em frente à Funerária Paraizo. Ali deveria ser colocada uma placa proibindo o retorno. Há menos de 15 dias atrás uma motociclista caiu porque o veículo que fez a conversão colidiu com sua moto;



3-  O motorista que desce a Rua Coronel Batista corre o risco de colidir com outro veículo que vem na Antonio Paulista e entra na Coronel, quem vem na Antonio Paulista entra sempre no sentido errado (pela esquerda, não fazendo a abertura corretamente para pegar sua mão pela direita); como se isso não bastasse, veículos estacionam na descida da Rua Coronel Batista, quase que na esquina da Antonio Paulista, obrigando quem desce a ter que ficar do lado contrário à sua mão;

4-    Existem várias ruas, tanto no centro como nos bairros, onde deveria ser proibido o estacionamento de veículos nas duas mãos, tem lugares que mal da para passar um veículo se o outro que vem na mão contrária não der passagem.

Não só os motoristas, mas, também os transeuntes reclamam da iluminação precária entre o trecho acima da Igreja Universal até quase no Central Park, ali deveriam ter mais pontos de luzes (principalmente próximo à antiga Secretaria de Cultura) na Av. Miguel Petrere. Outra reclamação é dos moradores do Bairro Vale Verde, eles reclamam que na Avenida da Zona Industrial, pedestres correm sério risco porque precisam andar pela avenida por falta de calçamento.

O que a população pede, é que sejam tratados os assuntos relatados com responsabilidade e rapidez.


Nenhum comentário:

Postar um comentário