quarta-feira, 21 de maio de 2014

Grupo de jovens do Interact/Rotary promovem campanha “Cabelegria” em Pilar do Sul


Dez centímetros de cabelo rendem sorrisos. E qualquer pessoa com fios deste tamanho ou maiores pode ser responsável pela alegria das crianças. Transformados em perucas, os fios vão servir a crianças com câncer e que perderam o cabelo devido ao tratamento quimioterápico. 

Um grupo de nove jovens do Interact (Associação de Jovens entre 14 a 18 anos que ajudam a comunidade promovendo eventos sociais e tudo que ajude a sociedade em geral) integrado ao Rotary de Pilar do Sul, também resolveram se juntar e colaborar para o projeto Cabelegria.

Durante alguns dias, cabeleireiros foram convidados a participar desse projeto, arrecadando cabelos acima de 10cms em seus salões, no ultimo domingo (18/05), a presidente do Rotary de Pilar do Sul Maria Lucia Barreira Batista Paiotti, abriu a sede para receber das 13 às 17 horas voluntários que quisessem doar seus cabelos.

“Meu cabelo vai crescer novamente, por isso estou doando agora e sei que vai servir para muitas crianças com câncer que hoje não os tem...”, foi assim que algumas das pessoas que ali estiveram mostraram sua satisfação em colaborar com esse projeto.

Todas as mechas arrecadadas serão enviadas ao Cabelegria, projeto voluntário que arrecada cabelos para a produção de perucas. Depois de prontas, as perucas são encaminhadas a crianças de todo o País. Qualquer tipo de cabelo, inclusive os que já receberam algum tratamento químico, pode ser doado.

Ideia surgiu de duas amigas no ano passado
Cabelegria surgiu em outubro do ano passado, quando a designer Mariana Robrahn e a publicitária Mylene Duarte resolveram ajudar crianças que passavam pelo difícil momento da perda do cabelo. Mylene ficou sabendo de uma doação de uma amiga e decidiu fazer o mesmo. Como forma de convidar mais gente, criou junto com Mariana um evento no Facebook. 

Depois de alguns dias, perceberam que muita gente gostou da ideia. Decidiram criar o projeto. Em menos de dois meses, o Cabelegria já era conhecido nacionalmente e muitas pessoas e empresas começaram a ajudar. Uma delas, Andrea Lopes Cabelos, especializada em perucas, é a responsável pela confecção. Gratuitamente, elas produzem as perucas e devolvem para o Cabelegria. Para a confecção de uma peruca, são necessárias 180 gramas de cabelo, aproximadamente. As perucas são distribuídas em todo o Brasil para entidades assistenciais ou diretamente para crianças. É possível solicitar perucas pelo e-mail cabelegria@gmail.com 
Maria Bianca de Almeida Cerqueira (16); Selma Maria Carvalho Silva (17); Andreza Cristina Lima Lidio (16); Isabela da Silva Penaforte(16); Henrique Tomio de Moura Watanabe(15); Maria Gabriela Batista de Queiroz Souza(15); Luciana Tiemi Hori Koshi(17); Ariane Vitória Baltazar de Moraes(17) e Giovane Tais Bolina de Oliveira(15) foram os jovens que fazem parte do Interact que tiveram a iniciativa de realizarem esse evento e também estarem colaborando com o projeto "Cabelegria".




Cabeleireiros de Pilar do Sul apoiaram juntamente com o Rotary, o projeto organizado pelos jovens do Interact

Carla Sédia (14 anos) - Leticia de Moraes Oliveira (16 anos) - foram algumas das doadoras que tiveram o prazer de poder saber que estariam colaborando para que crianças com câncer, estariam usufruindo de seus cabelos.




A pequena Franciele Yasmin de apenas 4 anos de idade disse a sua mãe quando soube do projeto que, desejaria doar seus cabelos que nunca foram cortados por que queria dar alegria a outras crianças



Otávio Inoue Garcia também esteve presente nessa campanha em prol das crianças com câncer. Olha como ficou gatinho com seu novo visual


















Nenhum comentário:

Postar um comentário